ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Menina atingida por tiro de fuzil respira com ajuda de aparelhos

Criança de seis anos está na UTI do Hospital Universitário, em Dourados

Por Helio de Freitas, de Dourados | 23/11/2020 13:29
SUV crivada de balas no ataque de sexta-feira em Pedro Juan Caballero (Foto: Arquivo)
SUV crivada de balas no ataque de sexta-feira em Pedro Juan Caballero (Foto: Arquivo)

A menina de seis anos que teve o nariz dilacerado por tiro de fuzil durante ataque de pistoleiros na sexta-feira (20) segue internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Universitário em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

De acordo com a assessoria do HU, a criança permanece respirando com ajuda de aparelhos e mantém quadro geral estável.

Ela brincava na varanda de casa em Pedro Juan Caballero quando foi atingida por um dos tiros. Levada para o hospital em Ponta Porã, foi transferida imediatamente para Dourados, onde ficam as unidades hospitalares mais bem equipadas da região.

O alvo do ataque foi o paraguaio Fredy Enchagüe Bordon, 22. Ele dirigia uma SUV Toyota blindada quando foi atingido por vários tiros disparados por quatro pistoleiros – três usavam fuzis e um disparou com uma pistola 9 milímetros.

A blindagem não resistiu ao poder de fogo e Fredy foi alvejado por vários disparos. A suspeita é que ele seria contador do tráfico de drogas na Linha Internacional.

No sábado, três paraguaios, integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital), foram presos como suspeitos do ataque. Em três celulares apreendidos com eles a polícia encontrou fotos e vídeos em que os suspeitos ostentam armamento pesado e enaltecem a facção criminosa.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário