A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Setembro de 2017

11/09/2017 19:05

Moradores de cidade do interior de MS comemoram chuva de 10 minutos

Em alguns bairros a chuva teria vindo acompanhada até de granizo

Guilherme Henri
Rua do bairro Ovídio Costa, região do Santa Terezinha em Aquidauana (Foto: Direto das Ruas)Rua do bairro Ovídio Costa, região do Santa Terezinha em Aquidauana (Foto: Direto das Ruas)

Em meio a um “calorão” de 31ºC, moradores de Aquidauana – a 135 quilômetros de Campo Grande – comemoraram chuva que durou cerca de 10 minutos, na tarde desta segunda-feira (11). Foram pelo menos 24 dias de estiagem em Mato Grosso do Sul.

Segundo Wilson Ferreira, que mora no bairro Ovídio Costa, região da Santa Terezinha, a chuva veio acompanhada de granizo. “Foi até bonito de se ver. Rápida mas, ajudou a dar uma refrescada”, disse o morador, ao se queixar das altas temperaturas dos últimos dias.

Ainda conforme o morador, além de seu bairro, a chuva também atingiu o bairro São Cristóvão, mas não chegou até a região centro do município.

Quem confirma a informação é a major do Corpo de Bombeiros, Geísa Maria Rodrigues Ferreira Romero, que diz que embora não tenha chovido no centro, o tempo está nublado. “Pode ter chovido também na área rural”, revela.

Mas, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a comemoração dos moradores serão tão curta quanto a chuva que caiu em alguns bairros do município. Amanhã (12), os termômetros podem chegar a marcar máxima de 39ºC, com a umidade relativa do ar oscilando entre 90% e 35%.

Garoa - A chuva foi registrada também nos municípios de Jardim, Bonito, Bela Vista, Ponta Porã e Maracaju, uma chuva rala e tão rápida que nem deu “pro cheiro”.

De acordo com o meteorologista Natálio Abrahão, a última chuva no Estado havia ocorrido no dia 18 de agosto.
Esse período do inverno é bastante seco e não há nada de atípico, por enquanto, segundo o especialista. Não há previsão de chuva para os próximos dias.

Essa “chuva” - entre aspas mesmo - foi isolada e causada por um sistema de baixa pressão que atua no Paraguai, e forma frentes frias. Essas linhas de instabilidade amenizam um pouco o clima em alguns pontos da divisa com o país vizinho.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions