A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Novembro de 2017

31/07/2015 08:45

Mulher mata pitbull a pauladas para defender cachorro de agressão

Viviane Oliveira
Polícia foi chamada no local para atender a ocorrência. (Foto: TL Notícias) Polícia foi chamada no local para atender a ocorrência. (Foto: TL Notícias)

Para defender o cão de estimação, uma mulher de 43 anos é suspeita de matar um pitbull, de cor branca, a pauladas. O caso aconteceu na noite de ontem (30), na Rua Jorge Elias Seba, no Jardim Alvorada, em Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com boletim de ocorrência, os policiais foram até o local após denúncia de que um cachorro havia sido morto a tiros de espingarda. No local, testemunhas contaram que o pitbull sempre escapava e atacava os cachorros da vizinhança. A versão, inclusive, foi confirmada pelo dono do cachorro.

Ontem, aconteceu a mesma coisa e para defender um animal que estava sendo agredido, a mulher acabou matando o pitbull a pauladas. Depois da agressão, a suspeita colocou o bicho morto dentro de um saco e jogou no Rio Paraná. 

Porém, há denúncias de que o cachorro teria sido morto com uma espingarda cartucheira. No local não foi localizada nenhuma arma. A mulher afirma apenas ter agredido o cão a pauladas para defender seu animal de estimação.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) como praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, se ocorre morte do animal.

Durante abordagem, passageiro de ônibus finge passar mal e foge
Passageiro de ônibus fingiu passar mal para fugir da polícia, neste domingo (19), deixando para trás mala com maconha e os próprios documentos em Dou...
Travesti encontrada morta tinha 22 anos e foi reconhecida pelas amigas
Foi identificada como Wiris de Souza Santos, 22 anos, conhecida como Vitória, a travesti encontrada morta com nove facadas, por volta das 5h deste do...


Esse animal é comprovadamente perigoso e quando ataca fica incontrolável.
Infelizmente, muitas pessoas ainda os mantém em casa como animais de estimação, mesmo sabendo do perigo que é ter este animal do seu lado, e muito pior, perigo para outras pessoas, principalmente crianças, indefesas diante de um eventual ataque.
E quando o "eventual" se torna realidade, é comum o/a proprietário/a do animal responder: foi um acidente!
Muitas mortes já ocorreram e muitas ainda vão ocorrer devido ao temperamento agressivo deste animal. A justiça cobra do responsável, mas quando ocorre morte, qual é o preço?
 
SeiQueNadaSei_CGRMS em 31/07/2015 10:06:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions