A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/06/2016 15:09

Mulher usa mesma agulha para aplicar vacina da gripe sem eficácia

Mariana Castelar

A mesma agulha pode ter sido usada por uma ex-funcionária de clínica de Chapadão do Sul para vacinar aproximadamente 25 pessoas, incluindo crianças, contra a Influeza H1N1, no município distante 321 km de Campo Grande.

A mulher  foi presa em flagrante na quinta-feira (09) com agulhas, R$ 550 de um atendimento realizado em domicílio, além de 11 seringas de Fluarix, guardadas dentro do guarda-roupa.

Além do risco de contaminação pelo uso da mesma agulha, sem  a refrigeração adequada, o produto perdeu qualquer eficácia. A indicação é que seja armazenado em um ambiente de 2º a 8º C.

Conforme o site Chapadense News, uma das pessoas que recebeu a dose atua na área de saúde e achou estranho a falta de luvas, lacre e o acondicionamento da vacina, que estava em um recipiente plástico, fora do recomendado isolamento térmico.

Para tentar entender a situação, a vítima na manhã seguinte foi até a clinica onde a atendente trabalhava e descobriu que ela tinha sido demitida há cerca de uma semana. Ela então procurou o Ministério Público Estadual que acionou a Polícia Civil.

A mulher foi presa em flagrante por falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos, ou medicinais, perigo para a vida ou a saúde de outrem, furto qualificado com abuso de confiança ou mediante fraude.

Além de ser acusada de roubo de vacina, a mulher usava metade do medicamento que sobrava das crianças em outras pessoas, quando a recomendação do Ministério da Saúde é o descarte. No celular apreendido da atendente haviam conversas de clientes em busca da vacina.

O delegado responsável pelo caso, Danilo Mansur, pede a todos que foram vacinados em seu domicílio contra a doença procurem a Polícia Civil a fim de saber se foram vítima do golpe. Foi informado que houve 25 imunizações realizadas com 17 agulhas.



É incrível a capacidade do ser humano de sempre querer levar vantagem em tudo, mesmo que isso coloque em risco a saúde e até a vida das pessoas. Que a lei não seja branda como sempre acontece e essa mulherzinha de quinta categoria seja punida como de fato merece.
 
Mariana Carvalho em 12/06/2016 20:40:46
Obrigado por citar a fonte do chapadensenews.com.br como fonte do material sobre a aplicação de H1N1 impróprias para o consumo humano. Já foi feita uma suite deste material com novidades. Cabe destacar que na edição esta erroneamente grafado a palavra ROUBO de vacinas. A suspeita é de furto. O alerta é para evitar problemas jurídicos neste rumoroso caso em Chapadão do Sul que já fez várias vitimas
 
Cesar Rodrigues em 12/06/2016 17:20:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions