ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  01    CAMPO GRANDE 23º

Interior

No assentamento Estrela, outros dois foram vítimas da falsa compra de gado

Criminosos olham anúncios em sites de venda, enviam falsos comprovantes de depósito e fogem com produtos

Por Maressa Mendonça | 09/04/2020 14:58
Na imagem os animais levados por golpistas do assentamento Estrela, em Jaraguari (Foto: Divulgação)
Na imagem os animais levados por golpistas do assentamento Estrela, em Jaraguari (Foto: Divulgação)


A falsa negociação de compra de gado fez outras duas vítimas na semana passada no assentamento Estrela, em Jaguari, distante a 56 quilômetros de Campo Grande. Um dos produtores rurais de 34 anos perdeu uma cabeça de gado e um bezerro. Uma idosa de 72 anos teve prejuízo de R$ 5 mil.

O produtor rural de 34 anos, que pediu para não ser identificado, contou ter postado anúncio sobre a venda de uma vaca leiteira e um bezerro no OLX. No dia 2 de abril, ele foi procurado por um comprador interessado e recebeu a informação de que um freteiro iria até a propriedade verificar os animais.

As negociações continuaram por telefone após a chegada do freteiro na propriedade. O comprador enviou um falso comprovante de depósito, os animais foram colocados no veículo e o dinheiro nunca caiu na conta do vendedor. Ele disse ter entrado em contato por várias vezes até que o golpista mudou o número do telefone.

No dia anterior, uma idosa de 72 anos também moradora do assentamento estrela havia caído no mesmo golpe. Ela perdeu quatro cabeças de gado.

Os moradores do assentamento foram em busca do freteiro. Ele informou ter deixado os animais do produtor rural no bairro Moreninhas e da idosa em propriedade de Aquidauana.

As vítimas chegaram a ir até a propriedade de Aquidauana e recuperaram os animais da idosa que já estavam sendo vendidos por receptador. Os casos foram denunciados à Polícia Civil.

A reportagem tentou contato com o  delegado João Paulo Sartori do Garras (Delegacia Especializada Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) para saber se há alguma investigação em andamento. Ele respondeu que, em princípio, apenas casos de furto de gado são investigados lá, os abigeatos, e não envolvendo estelionatários.

O delegado de Polícia Civil de Jaguari também foi procurado pela reportagem, mas não estava na delegacia. Hoje é ponto facultativo nas repartições públicas do Estado. O investigador que atendeu a ligação disse não ser autorizado a comentar os casos.

Prejuízo - Na manhã desta quinta-feira (9), a reportagem do Campo Grande News publicou o caso de fazendeiro, de 50 anos, que procurou a polícia na noite de ontem (8) após cair em um golpe e perder mais de R$ 123,7 mil em uma falsa negociação de compra de gado, em Campo Grande.

O modo de agir dos criminosos é exatamente igual ao relatado pelas vítimas do assentamento Estrela em Jaraguari.