A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Junho de 2019

01/11/2018 07:43

Outro envolvido em assalto a Nelsinho morre em confronto com a polícia

Bandido conhecido como “Cromado” foi morto nesta manhã durante operação contra o PCC em Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Casa onde suspeito de assalto foi morto pela polícia, com siglas de facção pichadas na parede (Foto: Adilson Domingos)Casa onde suspeito de assalto foi morto pela polícia, com siglas de facção pichadas na parede (Foto: Adilson Domingos)

Mais um suspeito de envolvimento no assalto contra o senador eleito Nelsinho Trad (PTB), foi morto em confronto com a polícia no início da manhã desta quinta-feira (1º) em Dourados, a 233 km de Campo Grande. É o terceiro suspeito do roubo, ocorrido no dia 28 de setembro, a ser morto em troca de tiros com a polícia.

Policiais civis, militares e agentes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) fazem operação nesta manhã na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul para desmantelar uma célula do PCC (Primeiro Comando da Capital) em bairros das regiões sul e leste de Dourados.

Nícolas Magalhães Dauzacker, 17, o “Cromado”, estava em uma casa no bairro Harrison de Figueiredo, na região sul da cidade. A parede da casa tinha uma pichação com as siglas da facção criminosa paulista. Nos fundos foram encontradas motos e bicicletas desmontadas.

De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, do SIG (Serviço de Investigações Gerais), os policiais chegaram a casa e anunciaram que era a polícia, mas Nícolas reagiu e começou a atirar. “Houve o revide e ele foi atingido”, afirmou o delegado ao Campo Grande News.

“Cromado” chegou a ser socorrido em uma viatura policial, mas morreu a caminho do hospital. Os policiais continuam nas ruas, na operação Território Livre. Várias prisões já foram feitas.

No dia 25 de outubro, Rodrigo Ferreira Dias, 19, o “R3”, e Arthur Rodrigues Neto, 18, o “Mizuno” de 18, foram mortos em troca de tiros com policiais em um matagal na região conhecida como “favelinha” do Jardim Estrela Verá.

Eles também eram suspeitos de participação no assalto, que tinha sido encomendado pelo PCC para levar a caminhonete do então candidato ao Senado. Existe suspeita de que Cromado era o terceiro bandido envolvido na troca de tiros do dia 25, que tinha conseguido fugir do cerco policial.

Policial observa local onde suspeito foi morto em troca de tiros hoje (Foto: Adilson Domingos)Policial observa local onde suspeito foi morto em troca de tiros hoje (Foto: Adilson Domingos)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions