A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/05/2016 11:46

PF prende 4 pessoas por contrabando de vacinas contra H1N1 do Paraguai

Luana Rodrigues
Operação foi realizada nesta sexta-feira (20). (Foto: Portal do MS)Operação foi realizada nesta sexta-feira (20). (Foto: Portal do MS)

Quatro pessoas foram presas nesta sexta-feira(20), suspeitas de contrabandear vacinas contra o vírus H1N1 do Paraguai, para vender em Naviraí - cidade distante 366 quilômetros de Campo Grande. 

Segundo informações apuradas pelo site Portal do MS, as vacinas seriam da cidade de Salto Del Guairá no Paraguai, que fica a 130 quilômetros de Naviraí e foram encontradas na casa de três irmãos, Ramud Salem, Salem Salem e Rajaa Salem. Um farmacêutico, que não teve o nome divulgado, também foi detido e levado para a sede da Polícia Federal do município.

Não há informações sobre a quantidade dos medicamentos. Os policiais federais também encontraram uma pistola 9 milimetros, de uso restrito no local.

Ainda conforme o site, profissionais da área da saúde no município relatam que as vacinas trazidas do país vizinho tem sido eficazes, mas existe riscos de se tornarem inválidas conforme o transporte feito de um lugar para o outro.

Esta semana, o Campo Grande News mostrou que moradores de Naviraí - assim como de outras cidades próximas à fronteira – estão recorrendo ao país vizinho para tomar a vacina contra a gripe. A procura foi tanta, que o governo paraguaio proibiu a vacinação de pessoas que não sejam daquele país.

Ameaça de epidemia - Com 30 casos confirmados, Naviraí tem 15 pessoas internadas com gripe. Quatro pessoas já morreram neste ano na cidade, com complicações da doença. De acordo com o boletim atualizado da Vigilância Epidemiológica da Gerência de Saúde do município, 75 pessoas apresentaram sintomas da gripe e tiveram material coletado para exame. Desse total, 29 continuam aguardando resultado, 30 confirmados e 16 deram negativo.

Quinze pessoas continuam internadas em tratamento contra a doença. Ainda de acordo com a da Vigilância Epidemiológica, 73,33% dos casos confirmados (22 pessoas) tiveram alta hospitalar com cura.

A ameaça de epidemia de gripe em Naviraí é até agora a mais grave de Mato Grosso do Sul. Além das quatro mortes, a cidade tem alto número de pessoas com sintomas da doença e casos confirmados.

Aulas suspensas – Estudantes de escolas públicas e privadas e até da unidade da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) tiveram as férias de meio de ano antecipadas e ficarão em casa até 2 de junho. A medida adotada pela prefeitura tenta evitar uma explosão dos casos de gripe.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions