A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

09/01/2018 19:02

PMA autua proprietário rural em R$ 30 mil por construir represa ilegalmente

Policiais flagraram máquinas pesadas realizando serviço em área de córrego, que é protegida por lei, sem as autorizações necessárias

Humberto Marques
PMA flagrou maquinário pesado executando obra sem licença em córrego. (Foto: PMA/Divulgação)PMA flagrou maquinário pesado executando obra sem licença em córrego. (Foto: PMA/Divulgação)

Policiais militares ambientais autuaram um proprietário rural por degradação de matas ciliares em uma APP (área de preservação permanente) em Santa Rita do Pardo –a 266 km de Campo Grande. O crime ambiental foi registrado a 30 km da zona urbana da cidade, e envolveu ainda a construção ilegal de uma represa.

A assessoria da PMA (Polícia Militar Ambiental) informou que, na propriedade, houve o flagrante de uma pá-carregadeira e uma máquina de esteira que eram utilizados na construção da barragem, sem autorização do órgão ambiental competente.

O acusado, um homem de 77 anos que vivem em Lucélia (SP), foi acusado de degradar a área no entorno do córrego. As atividades de construção foram paralisadas e as máquinas apreendidas.

O proprietário foi autuado administrativamente em R$ 30 mil e responderá por crime ambiental, que pode resultar em pena de um a três anos de detenção. Além disso, foi notificado a apresentar um Prada (plano de recuperação de área degradada).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions