A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

23/10/2019 17:32

Polícia identifica cadáver três anos depois e retoma investigação de assassinato

Corpo de Nilton Cezar Matheus Tinoco foi encontrado às margens do Rio Aquidauana

Tainá Jara
Polícia Civil de Aquidauana é responsável por investigar o crime (Foto: O Pantaneiro)Polícia Civil de Aquidauana é responsável por investigar o crime (Foto: O Pantaneiro)

Mais de três anos depois, a Polícia Civil conseguiu identificar cadáver encontrado em 26 de junho de 2016, nas proximidades do Pesqueiro Sarará, às margens do Rio Aquidauana, distante 139 quilômetros de Campo Grande. A identidade de Nilton Cezar Matheus Tinoco foi descoberta no início desta semana e as investigações quanto a sua morte será retomada.

Na época dos fatos, foram coletadas as impressões digitais e encaminhadas ao Núcleo de Perícias do Instituto de Identificação do Mato Grosso doo Sul, onde foi realizada pesquisa e inseridas no Afis-MS (Sistema Automatizado de Impressões Digitais de Mato Grosso do Sul), porém, nada foi encontrado no acervo digitalizado.

No entanto, as peritas papiloscopistas Érika Gehre Dantas Torres e Giselia Subtil Maldonado, na semana passada, realizaram nova pesquisa das impressões digitais. Confrontados com os candidatos com marcação dos pontos característicos mais aproximados apresentados pelo sistema, constataram serem compatíveis com as impressões digitais de Nilton.

Desta forma, foi identificado o cadáver que até então era uma incógnita, tanto para a sociedade, quanto para o meio policial.

A partir da identificação da vítima, uma nova fase se inicia na investigação policial pela identificação do autor do crime e elucidação dos fatos que levaram à sua morte.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions