A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

26/04/2016 09:19

Por mais segurança, agentes penitenciários iniciam paralisação

Helio de Freitas, de Dourados
Agentes penitenciários paralisaram atividades nesta manhã em presídio de Dourados (Foto: Direto das Ruas)Agentes penitenciários paralisaram atividades nesta manhã em presídio de Dourados (Foto: Direto das Ruas)

Agentes penitenciários lotados na PED (Penitenciária Estadual de Dourados), atualmente o presídio mais superlotado de Mato Grosso do Sul, iniciaram na manhã de hoje (26) uma paralisação para chamar a atenção da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) e do governo do Estado sobre a necessidade de garantir mais segurança aos servidores do sistema.

De acordo com o Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul), o ato desta terça em Dourados é uma sequência da manifestação iniciada ontem na penitenciária de segurança máxima de Campo Grande.

Além de constantes ameaças de violência por parte dos internos e de riscos de rebeliões, os agentes protestam contra o ataque à vida de seis servidores, que foram envenenados no presídio da Capital, na semana passada.

O sindicato ainda não se manifestou sobre a adesão à paralisação de hoje no presídio de Dourados, onde 2.435 detentos estão recolhidos atualmente – na Máxima de Campo Grande são 2.390, segundo a entidade.

A expectativa do Sinsap é de participação de 90 agentes de Dourados. Apenas serviços essenciais, como ordem interna, saúde e alimentação dos internos, serão mantidos.

Na semana passada, 19 detentos fugiram do presídio semiaberto de Dourados em três fugas – sete na quarta, seis na quinta e seis na madrugada de sábado. Todos eram ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital). Apenas um foi recapturado até agora.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions