ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 14º

Interior

Prazo para tomar 1ª dose de vacina contra dengue termina no dia 30

Pioneira no Brasil, Dourados iniciou vacinação no dia 3 de janeiro e já imunizou quase 45 mil moradores

Por Helio de Freitas, de Dourados | 02/04/2024 11:51
Douradense recebe vacina contra a gripe; cidade foi 1ª do país a vacinar em massa (Foto: Divulgação)
Douradense recebe vacina contra a gripe; cidade foi 1ª do país a vacinar em massa (Foto: Divulgação)

Termina no dia 30 deste mês o prazo para tomar a primeira dose da vacina contra a dengue em Dourados (a 251 km de Campo Grande). A maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul é pioneira no Brasil a fazer imunização em massa para evitar quadros mais graves da doença.

A vacinação em Dourados começou no dia 3 de janeiro deste ano. Segundo a prefeitura, em três meses, quase 45 mil moradores foram imunizados, mas o total está distante da meta de imunizar 150 mil pessoas – quase toda a população de 4 a 59 anos de idade.

Fornecida através de parceria da prefeitura com o laboratório japonês Takeda Pharma – fabricante do imunizante Qdenga – a vacina precisa ser aplicada em duas doses, com intervalo de três meses. Ou seja, quem tomou a primeira dose no dia 3 de janeiro, poderá receber a segunda dose já nesta quarta-feira (3).

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o município é o único do Brasil a ter vacinação em massa e gratuita contra a doença. O imunizante Qdenga é único aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A data-limite para receber a primeira dose foi definida seguindo os critérios técnicos do laboratório, levando em consideração o período entre a primeira e a segunda dose e a data de vencimento das vacinas.

As pessoas que começarem a imunização em abril poderão completar a proteção em julho. As doses enviadas pelo Takeda para a ação em Dourados vencem em agosto.

“Temos prazos a serem cumpridos para levar a vacina contra a dengue ao maior número de douradenses possível. E essas datas precisam respeitar, por exemplo, o limite para aplicarmos a segunda dose. Como entre uma dose e outra temos de considerar o prazo mínimo de três meses, estamos então no último mês com a primeira dose disponível”, explicou Edvan Marcelo Marques, gerente do Núcleo de Imunização.

Após o dia 30 de abril, a segunda dose será aplicada apenas em pessoas que iniciaram a imunização nas unidades de saúde do município. Na rede privada, a vacina Qdenga também está disponível, mas o preço por dose passa dos R$ 500.

“Esse é exemplo de como estamos tendo oportunidade única. Em Dourados a vacinação é gratuita, enquanto no restante do país o investimento para se vacinar pode passar de R$ 1.000. Quem ainda não recebeu a primeira dose, orientamos para compareçam a qualquer Unidade Básica de Saúde ou mesmo em nossas ações externas”, completa Edvan.

Segundo a Anvisa, após as duas doses, a pessoa tem proteção por até cinco anos contra casos graves da dengue. Para garantir a imunização completa, são necessárias duas doses da Qdenga. A partir de 30 dias após a segunda dose, a eficácia da vacina é de 80%. No entanto, levando em conta apenas casos mais graves com necessidade de hospitalização, a proteção supera 90%.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas  redes sociais.

Nos siga no Google Notícias