ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Prefeito paraguaio foi ferido com 6 tiros e pode ser transferido para o Brasil

Quadro clínico de José Carlos Acevedo Quevedo, de 53 anos, é grave, mas estável

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 17/05/2022 21:26
Prefeito baleado em atentado nesta terça-feira (17). (Foto: Reprodução Facebook) 
Prefeito baleado em atentado nesta terça-feira (17). (Foto: Reprodução Facebook)

Internado em hospital particular de Pedro Juan Caballero o prefeito José Carlos Acevedo Quevedo, de 53 anos, pode ser transferido para outra unidade hospital da Capital do Paraguai, Assunção ou até mesmo para o Brasil. Acevedo foi alvejado com seis tiros por pistoleiros após deixar o prédio da prefeitura de Pedro Juan Caballero, na tarde desta terça-feira (17). Três disparos atingiram o pescoço, dois o braço e um no tórax.

Ele foi encaminhado ao hospital Viva Vida na cidade onde permanece internado em estado grave, mas estável. O hospital onde o prefeito está internado está sob escolta da polícia paraguaia e ambulâncias já estariam de prontidão, aguarando uma possível transferência de Acevedo.

“Neste momento ele está estável, aparentemente a hemorragia foi contida, isso é muito bom,” disse o médico César Villagra Villagra à imprensa paraguaia. Campanha pedindo doações de sangue para o político também está sendo organizada.

Atentado -  José Carlos Acevedo, foi alvejado na tarde desta terça-feira (17), em Pedro Juan Caballero ao sair do prédio onde fica a Câmara de Vereadores e prefeitura da cidade. Câmera de segurança flagrou o ataque. As imagens mostram pelo menos três criminosos chegando ao local do atentado em um veículo, às 15h16.

O carro para na beira da calçada e o passageiro já desce atirando, seguido de um outro pistoleiro que estava no banco de trás. Os pistoleiros estariam encapuzados. Logo em seguida o motorista dá ré no veículo e acelera, deixando o comparsa para trás. O carro sai do raio de visibilidade da câmera, mas parou alguns metros a frente, para que a dupla pudesse entrar. Eles fugiram e ainda estão sendo procurados pela polícia.

Pelo menos 15 cartuchos foram recolhidos no local do atentado. Já um carro branco, possivelmente o mesmo usado pelos pistoleiros, foi encontrado em chamas perto da saída de Ponta Porã para Antônio João, mas no lado paraguaio da fronteira. Esta é a principal tática dos criminosos que atuam na fronteira para eliminar pistas.

Nos siga no Google Notícias