A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

26/11/2015 16:06

Prefeito reclama de críticas e diz que opositores aproveitam estragos da chuva

Apontado nas redes sociais como responsável pelos estragos nos bairros, Léo Matos diz que momento é de união e reforça pedido de apoio ao governo do Estado

Helio de Freitas, de Dourados
Equipes da prefeitura de Naviraí trabalham em rua destruída pela chuva (Foto: Divulgação)Equipes da prefeitura de Naviraí trabalham em rua destruída pela chuva (Foto: Divulgação)

O prefeito de Naviraí, Léo Matos (PSD), disse que seus opositores estão aproveitando os estragos deixados pela chuva desta semana para tirar proveito político. A cidade localizada a 366 km de Campo Grande é uma das mais castigadas pelos temporais que ocorrem na região sul desde domingo e várias ruas ficaram intransitáveis devido ao grande volume de enxurrada. O terreno arenoso favorece a erosão.

Nos últimos dias, Matos passou a ser bombardeado nas redes sociais. Os críticos o responsabilizam pela falta de infraestrutura nos bairros, o que favorece os estragos da chuva. Para o prefeito, as críticas partem de “oportunistas tentando tirar proveito com problemas causados pela chuva”.

Segundo a prefeitura, o volume de água nos últimos 50 dias é superior a 700 milímetros, mais da metade do previsto para todo o ano. A chuva tem provocado erosões, de grandes proporções, nos bairros Vila Alta e Sol Nascente. A assessoria informou que a única saída é esperar uma pausa da chuva para começar a recuperar os pontos mais críticos.

Para Léo Matos, o momento é de unir forças para solucionar os problemas que se arrastam há anos. “Enquanto lutamos arduamente para enfrentar todas as crises criadas por outras pessoas e pela natureza, alguns tentam tirar das tragédias motivo para se fortalecerem de alguma forma”, criticou.

Léo Matos citou o caso da Avenida Ipuitã, na Vila Alta, onde foram abertas erosões jamais vistas na cidade. Segundo ele, os projetos de engenharia já estão com o governo do Estado. “Enquanto algumas pessoas ficam usando Facebook para nos atacar, estamos trabalhando para resolver esse problema. Agradeço ao secretário de Infraestrutura Ednei Marcelo Miglioli e ao governador Reinaldo Azambuja, que têm nos ajudado muito”.

Famílias removidas – O prefeito informou que 12 famílias que se encontravam em área de risco foram retiradas e o município aguarda para os próximos dias uma decisão sobre a obra da Vila Alta.

“Essa região passa por dificuldades, mas em nenhum momento deixamos de atender as famílias e moradores. Retiramos as famílias que corriam riscos e as levamos para imóveis locados pela prefeitura, garantindo segurança a todos”, afirmou Léo Matos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions