A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 28 de Maio de 2017

10/07/2014 10:15

Professores de Dourados ameaçam com greve na volta do ano letivo

Bruno Chaves
Greve pode ter início no dia 15 de julho (Foto: Dourados Agora)Greve pode ter início no dia 15 de julho (Foto: Dourados Agora)

Professores da rede municipal de ensino de Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, ameaçam entrar em greve a partir do 2º semestre letivo de 2014. Eles querem reajuste salarial e que o piso da categoria, R$ 1.697,00, seja pago para 20 horas semanais, como já acontece na Capital do Estado. As aulas retornam no dia 15 de julho.

Além dos professores, trabalhadores administrativos da Educação também podem paralisar as atividades. Conforme o site Dourados Agora, a diretoria do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados) vai se reunir com a secretária de Educação, Marinisa Mizoguchi, no dia 14 de julho, para tentar evitar a paralisação. 

Presidente do Simted, João Vanderly Azevedo, afirmou ao site local que a Prefeitura de Dourados não cumpriu com acordos firmados com os trabalhadores da Educação. “Até o presente momento, professores da rede municipal não receberam nenhum reajuste salarial e Dourados não tem cumprido com a lei nacional do piso que garante R$ 1.697,00 para uma carga horária de 40 horas”, disse.

Greve – Os profissionais da Educação de Dourados ameaçam entrar em greve caso as negociações não avancem. A paralisação vai ter início com a uma assembleia na sede do sindicato. “O governo já deveria ter concedido 8,32% para o magistério e 6,15% para o administrativo, uma vez que isto passou por negociação coletiva e que a data base era abril. Diante dos fatos, a categoria não tem encontrado motivação para continuar a exercer suas funções”, contou.

Avisada sobre a possibilidade de greve, a secretária de Educação se mostrou otimista quanto ao entendimento da categoria com o poder público. Conforme Marinisa, as negociações estão em andamento há dias, inclusive com uma reunião realizada na quarta-feira (9).

“Já está marcada para o dia 14 a próxima audiência para continuarmos com as negociações. Entre as reivindicações dos professores, tudo o que estiver amparado pela lei será atendido e estamos confiantes de que as aulas serão retomadas normalmente na terça, dia 15”, prometeu.

Revoltado, idoso esfaqueia colega que teria lhe dado um beijo no rosto
Homem de 33 anos foi esfaqueado por um idoso de 68 anos, revoltado com a vítima por ele ter lhe dado um beijo no rosto em um bar de Paranaíba, a 422 ...
Foragido da justiça é encontrado morto com facada no peito em rua
Max Alam Bazan de 42 anos, foi encontrado morto com uma facada no peito esta madrugada pela Rua Alan Kardec em Três Lagoas – a 338 quilômetros de Cam...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions