ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  03    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Pronto, plano de arborização fica para próximo prefeito, diz secretário

Temporal de ontem derrubou 51 árvores em Dourados, algumas com raízes comprometidas

Por Helio de Freitas, de Dourados | 27/10/2020 13:31
Árvore derrubada por vento durante temporal ontem em Dourados (Foto: Direto das Ruas)
Árvore derrubada por vento durante temporal ontem em Dourados (Foto: Direto das Ruas)

O estrago provocado pelo temporal de ontem (26), com dezenas de casas destelhadas e pelo menos 51 árvores derrubadas pelo vento, algumas sobre carros em movimento, virou assunto para a campanha eleitoral em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Adversários da atual prefeita Délia Razuk (sem partido) criticaram a prefeitura pela ausência de plano de arborização, principalmente porque boa parte das árvores que caíram estava com as raízes comprometidas.

Nesta terça-feira, o secretário municipal de Serviços Urbanos Fabiano Costa disse que o plano de arborização já está pronto e será apresentado para ser executado pelo próximo prefeito. Sete candidatos disputam o comando da prefeitura da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

Segundo ele, o relatório final do Plano Diretor de Arborização Urbana começou a ser elaborado no ano passado pela Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao ensino e à Cultura) com apoio do Imam (Instituto Municipal de Meio Ambiente) e será apresentado nos próximos dias.

“A ausência de informações científicas e técnicas sobre como proceder com a arborização em Dourados vem trazendo problemas para a população e para a administração”, afirmou Fabiano Costa. Ele acompanhou todas as fases de elaboração do plano como diretor-presidente do Imam. Depois, o arquiteto assumiu a pasta de serviços urbanos.

Segundo o assessor da prefeita, o plano de arborização vai ajudar a alinhar atividades para evitar espécies inadequadas, poda irregular e depredação de espécies nativas. As ações permitirão arborização mais viçosa, mais densa e com menos quedas.

Fabiano Costa afirma que o diagnóstico revelou 94 mil árvores em Dourados, média de 55 árvores por quilômetro de via. A altura média das árvores é de 5,28 metros. Nas vias públicas foram identificadas 150 espécies.

Conforme o secretário, o estudo indica boa situação da arborização urbana da cidade, com grande parte das árvores em qualidade satisfatória. Entretanto, algumas ações de manejo são necessárias para evitar problemas como as quedas ocorridas ontem.

“O Plano Diretor de Arborização servirá para que os candidatos a prefeito conheçam a real situação das árvores da zona urbana de Dourados e para que o eleito possa implantá-lo”, afirmou Costa.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário