ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Roubo das 3 aeronaves foi transmitido em chamada de vídeo para chefe do bando

Dois suspeitos de participação no crime foram presos horas depois em Anastácio, cidade vizinha à Aquiduana

Por Viviane Oliveira | 08/09/2021 10:04
Objeto utilizado para prender as vítimas no hangar (Foto: reprodução / auto de prisão em flagrante)
Objeto utilizado para prender as vítimas no hangar (Foto: reprodução / auto de prisão em flagrante)

O roubo das três aeronaves na madrugada da última segunda-feira (6), no Aeroclube de Aquidauana, município distante 135 quilômetros de Campo Grande, foi transmitido por um dos integrantes do bando por chamada de vídeo, provavelmente para o chefe da quadrilha. Um dos aviões levados é do cantor Almir Sater.

Segundo o depoimento do caseiro do aeroclube Ademar Gonçalves Almada, 63 anos, que teve a casa arrombada e foi feito refém com os dois filhos de 13 e 17 anos, do outro lado da linha, havia um homem velho de cabelo branco, que não falava nada, só observava a ação do grupo. Ainda não há informação se essa pessoa foi identificada.

Conforme Ademar, por volta das 2h30, estava dormindo com os filhos na casa que fica aos fundos do aeroclube, quando foi surpreendido pelos assaltantes que arrombaram a porta e anunciaram o assalto.  No início, contou, eram cinco homens, a maioria falava espanhol e português enrolado. Ele e os filhos tiveram as mãos amarradas com fitas plásticas e foram levados até o local de abastecimento das aeronaves, onde permaneceram sob a mira dos bandidos. Um deles dizia para as vítimas ficarem quietas, pois eles estavam com um grupo de 18 assaltantes fortemente armados.

Todos portavam armas e facas, usavam toucas balaclava e roupas pretas. Alguns tinham luvas nas mãos e fitas adesivas na sola dos pés. Exaltado, um dos criminosos apontava as armas para as cabeças das vítimas, segundo depoimento do caseiro à polícia. Enquanto isso, outro  assaltante realizava a vídeo chamada mostrando a ação do roubo.

O grupo abasteceu as três aeronaves com cerca de 450 litros de combustível, entrou nos aviões, foi para as pistas e levantou voo. Depois que os assaltantes foram embora, as vítimas conseguiram se soltar e acionaram a Polícia Militar. A suspeita é de que os aviões foram levados para a Bolívia.

Cristhopher e Roger, suspeitos de participação no roubo, foram presos no mesmo dia (Foto: Reprodução/JornalNotíciasdoEstado)
Cristhopher e Roger, suspeitos de participação no roubo, foram presos no mesmo dia (Foto: Reprodução/JornalNotíciasdoEstado)

Prisão - Suspeito de fornecer armas para roubo, Cristhopher Cristaldo Rocha, de 20 anos, foi preso horas depois em Anastácio, cidade vizinha à Aquidauana. Ele tem condenação por tráfico de drogas. Na ocasião, também foi detido Roger Breno Wirmond dos Santos, de 22 anos, conhecido como “Zóio”.

Outro criminoso identificado é Laudelino Ferreira Vieira, 43 anos, o Lino, apontado como mentor intelectual do roubo, teve a prisão preventiva decretada. Lino fugiu de forma misteriosa, em junho deste ano, do Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho e até agora não foi encontrado.

Crime - Foram levados um avião Bonanza Modelo V35B (matrícula PT-ING) e dois Cessna Modelo 182 (matrículas PT-KDI e PT-DST). Conforme apurado pela reportagem com base no Registro Aeronáutico Brasileiro, a primeira aeronave pertence a Zelito Alves Ribeiro, irmão do prefeito de Aquidauana, Odilon Ferraz Alves Ribeiro (PSDB). O segundo avião, com matrícula PT-KDI, está em nome da empresária Liliane Paschoaletto Trindade.

A terceira aeronave pertence ao cantor Almir Sater. A investigação é feita pelo Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado), Delegacia Regional de Aquidauana e Primeira Delegacia de Polícia Civil do município.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário