A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 28 de Março de 2017

04/09/2012 17:30

Sem escolta, Funai não consegue intermediar conflito em fazenda de Ponta Porã

Elverson Cardozo
Área está ocupada desde segunda-feira. (Foto: Grupo Aty Guasu)Área está ocupada desde segunda-feira. (Foto: Grupo Aty Guasu)

Sem escolta da Polícia Federal, técnicos da Funai (Fundação Nacional do Índio) ainda não conseguiram chegar à fazenda Jatobá, em Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande. A propriedade está ocupada por índios desde a manhã desta segunda-feira (3).

Segundo o coordenador da unidade, Silvio Raimundo, a PF não respondeu às solicitações de escolta. Ele atribui a demora à greve dos agentes de segurança. Hoje, uma nova solicitação foi realizada à Força Nacional de Segurança Pública.

Ocupação – A fazenda Jatobá foi ocupada por índios das etnias kaiowá e nhandeva. Eles protestam contra a demora na conclusão do processo de demarcação de área e na retirada dos não índios da Terra Indígena Potrero Guasu.

A propriedade, que está instalada em uma área de aproximadamente 4 mil hectares, foi declarada propriedade indígena em abril de 2000. A fazenda fica a cerca de 10 quilômetros de Paranhos, próximo à fronteira com o Paraguai.

(Com Agência Brasil)




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions