A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

18/04/2019 12:55

Suspeito de integrar PCC e participar de decapitação é preso

O caso ainda está sendo investigado e mais envolvidos já foram identificados

Anahi Zurutuza e Geisy Garnes
Josimar Alves Ribeiro, de 33 anos, preso nesta manhã (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Josimar Alves Ribeiro, de 33 anos, preso nesta manhã (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Suspeito de participar de tribunal do crime e decapitação em Naviraí, Josimar Alves Ribeiro, de 33 anos, foi preso nesta manhã pela Polícia Civil. Ele pego em casa e levado para a 1ª DP (Delegacia de Polícia) da cidade.

Um VW Gol, carro usado para levar a vítima até o local do crime, conforme a apuração, foi apreendido com o Josimar. O caso ainda está sendo investigado e mais envolvidos já foram identificados.

Max Willians Marinho de Moura, de 27 anos, foi encontrado decapitado em um terreno baldio na cidade a 366 quilômetros de Campo Grande, na manhã do dia 17 de dezembro.

O corpo estava dentro de um buraco, cavado anteriormente, de joelhos, vestido com uma bermuda jeans, tênis e camiseta cinza. A cabeça estava ao lado do cadáver.

Em 2014, Max Willians foi apontado pela polícia como autor do assassinato de José Aparecido Souza Santana. O homem foi encontrado morto com uma faca cravada nas costas no dia 25 de novembro daquele ano. Foram encontrados no corpo pelo menos 12 ferimentos. Na época, o suspeito procurou a polícia e confessou o crime.

2º Caso – Dois dias antes do corpo de Max ser encontrado, Sandra L. S., de 39 anos, foi encontrada morta próximo ao Parque de Exposições de Naviraí. Ela estava seminua, com o rosto desfigurado e só foi reconhecida pela irmã meio de uma tatuagem no braço direito. A polícia também investiga o caso.

Carro apreendido com o suspeito (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Carro apreendido com o suspeito (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions