ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

Investigação aponta que dois foram mortos de “gaiato” em chacina

Graziela Rezende | 20/11/2013 09:33
Triplo homicídio no Santa Luzia. Foto: João Garrigó
Triplo homicídio no Santa Luzia. Foto: João Garrigó

O modo de agir dos bandidos, que cometeram uma chacina no bairro Santa Luzia, em Campo Grande, na noite de segunda-feira (18), intriga a Polícia. Segundo o delegado Fabio Peró, responsável pelas investigações, assim que anunciou o assalto, o atirador já “partiu pra cima” de uma das vítimas e a maioria dos tiros foram direcionados a ele. No entanto, nada foi levado.

“Investigamos o roubo, mas uma das hipóteses é que este crime se trata de um acerto de contas. Edgar José Duarte, 38 anos, foi o mais alvejado. O irmão dele, João Carlos Duarte, 26 anos, morreu porque foi intervir na discussão e Maurício Martins da Silva, 31 anos, que nem estava na roda de tereré e chegou por conta do tumulto, também foi atingido. Dos três, a suspeita é que dois morreram de gaiato”, afirma o delegado.

Até o início desta madrugada, o delegado conta que realizou buscas na região e já possui algumas pistas, não reveladas para não atrapalhar nas investigações. Sobre os bandidos, a Polícia já possui as características e até mesmo imagens da ação.

Em depoimento, muitas testemunhas também falaram sobre o comportamento um “pouco agressivo” de uma das vítimas. “Muitas pessoas falaram que Edgar era conhecido por emprestar dinheiro e trocar cheques. Na hora da cobrança, porém, ele seria bem exigente. Ele inclusive possui passagem por tentativa de homicídio”, diz o delegado.

A Polícia apreendeu os quatro celulares das vítimas, inclusive de uma mulher sobrevivente e ainda devolveu uma corrente, pertencente a João. “Em um primeiro momento não vamos pedir a quebra de sigilo telefônico, mas a hipótese não está descartada”, comenta o delegado, que inicia o segundo dia de investigações. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (67) 3368 - 6634.

Crime - Os homens chegaram em um veículo VW Santana e realizaram 13 disparos, após anunciar o assalto. As vítimas tomavam tereré quando foram alvejadas e houve uma luta entre eles. A casa ficou cheia de marca de tiros.

Nos siga no Google Notícias