A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Novembro de 2018

23/09/2008 17:28

Iphan seleciona dez imóveis em Corumbá para restauração

Redação

Dez imóveis receberão financiamento para restauração este ano em Corumbá pelo Projeto Monumenta, do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico Artístico e Nacional).

A cidade foi escolhida para participar do projeto por ser um sítio histórico tombado em nível federal. O município já recebeu recursos para restauro de outras edificações, como o Casario do Porto.

 

Este ano o Instituto selecionou imóveis privados que serão restaurados com verba do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

As parcelas do financiamento, que não têm juros, começam a ser pagas seis meses após a conclusão das obras e são depositadas na conta do Fundo Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico para a sustentabilidade do Programa.

O Monumenta já aplicou cerca de R$ 12,5 milhões em 256 imóveis de 25 cidades brasileiras. Até agora 130 obras foram concluídas.

O valor médio dos contratos assinados é de R$55 mil, 70% deles com valor inferior a R$ 20 mil.

Metade dos proponentes que já assinaram contratos tem renda inferior a três salários mínimos.

Os beneficiários terão até 20 anos para pagar. Uma família com renda de até três salários mínimos pode fazer um financiamento de R$ 20 mil, que gera uma parcela mensal de R$ 83,33.

Não há limite de idade e nem de valor a ser concedido, mas o projeto deverá ser aprovado pelo Iphan.

O principal objetivo do Monumenta é estimular a conservação dos imóveis, e conseqüentemente dos sítios históricos, para que a população tradicional permaneça em área protegida, preservando as suas atividades locais.

A liberação do dinheiro deve obedecer ao cronograma do projeto.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions