A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/02/2011 10:54

Jacini confirma que resoluções sobre PM podem ter "aperfeiçoamentos"

Marta Ferreira

Por meio da assessoria de imprensa, o secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Wantuir Jatini, informou que as resoluções sobre o trabalho da Polícia Militar que provocaram polêmica na Corporação esta semana poderão passar por “aperfeiçoamentos”. Ele afirma que, por enquanto, as regras estão mantidas.

Segundo a informação prestada, a Sejusp está aguardando ponderações sobre as resoluções para encaminhar o assunto.

Conforme o Campo Grande News noticiou nesta manhã, em reunião realizada ontem à noite entre Jacini, o governador André Puccinelli (PMDB) determinou que seja feitas mudanças nos pontos polêmicos das resoluções.

Para isso, uma proposta de texto deverá ser apresentada pela Polícia Militar para ser avaliada pela Sejusp.

As alterações-Conforme a reportagem apurou, a primeira mudança deverá ocorrer na resolução que trata da entrega de presos, no trecho determinando que os presos em flagrante serão entregues ao delegado responsável sem a confecção de boletim de ocorrência da Polícia Militar, trâmite que, conforme a determinação, só seria feito após o flagrante ser lavrado pelo delegado, conforme a avaliação dele a respeito do caso.

A resolução resgata, inclusive, o boletim manuscrito da PM, em desuso há vários anos, procedimento que deveria ser feito após a confecção do flagrante pela Polícia Civil.

A outra alteração deve ser feita na resolução que vedou ao Serviço de Inteligência da Polícia Militar, a chamada PM2, a atuação em crimes fora do âmbito militar.

A nova redação será feita permitindo que os serviços de inteligência continuem, sob argumento de que são importantes para municiar o trabalho da PM na prevenção a crimes.

Neste caso, foi apontado pela PM um erro formal na resolução da Sejusp, ao tratrar o trabalho do Serviço de Inteligência como “investigação”.

A Corporação defende que não faz investigação, trabalho que é exclusivo da Polícia Civil em relação aos crimes estaduais, mas que apenas usa o Serviço de Inteligência para se abastecer de informações na tomada de decisões sobre o policiamento e que, como conseqüência, crimes acabam sendo desvendados.

Não há prazo para a publicação das alterações.

Puccinelli determina alterações em medidas da Sejusp que revoltaram PM´s
A pedido do governador André Puccinelli (PMDB), vão ser feitas alterações nas resoluções baixadas pela Sejusp esta semana estabelecendo regras para o...
OAB apoia medida da Sejusp sobre entrega de presos pela PM
A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) divulgou hoje em seu site nota em que apoia a resolução da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) s...
Em nota, associações de PMs pedem a Puccinelli revogação de medidas da Sejusp
Nota divulgada nesta tarde por três associações que representam os policiais militares de Mato Grosso do Sul pede ao governador do Estado, André Pucc...
Policiais civis aprovam resoluções da Secretaria de Segurança
Eles dizem que regras normatizam o que está na leiAo contrário dos policiais militares, os civis aprovaram as resoluções publicadas ontem pela Sejus...


Muitas polícias, muitas vaidades e pouco policiamento o que gera sensação de insegurança. Em um Estado que tem fronteiras com o Paraguai e Bolivia, dois países que, comprovadamente, impera a indústria das drogas que utilizam como corredor de distribuição o Brasil fica, ainda mais preocupante o estado de vaidades e insubordinação que vem tomando conta das duas instituíções que possuem a missão da preservação da ordem pública. Se a ordem interna da secretaria de justiça e segurança pública está abalada, como essa pasta poderá desenvolver suas atribuições com tamanha insatisfação que, se não administrado poderá, até mesmo gerar confrontos entre policiais das duas instituíções como vem ocorrendo em outros Estados?
Quanto as associações, seus dirigentes devem sim participar das discursões, porém com sabedoria e inteligência e não com vaidades, jogando uma polícia contra a outra.
Peço aos nossos representates da Câmara Federal e Senado que criem projeto que substitua o modelo do aparato policial virgente que é muito caro e pouca segurança traz aos nossos cidadões. Como frisei no começo deste comentário: Possuímos muitas polícias e pouco policiamento.
 
ivan de almeida em 25/02/2011 09:15:05
Tem polícia demais! eu acho que deveriam acabar com os dois e tornar uma polícia única! acabem com a polícia Civil. façam dela apenas uma polícia que dê subsidios para a polícia militar atuar. tem delegado demais, tem especializadas demais. tem viaturas demais para a civil que estão todas caracterizadas e policiais civis uniformizados fazendo policia ostensiva. e ainda acham que trabalham.
 
jorge serejo em 25/02/2011 08:49:18
O que se ve sao burocrasia que irao afetar e muito a populaçao sul matograssense, pois imaginem no rio de janeiro por exemplo na invaçao dos morros dos macacos bem a PM2 nao poderia fazer nenhum levantamento e os poucos bandidos que foram pegos naquela açao teria que ser apresentado a um delegado onde segundo as ultimas noticias demoraria em media de 7 a 16 horas a populaçao estaria perdida. e hora de pensar em unir as forças de segurança a constituiçao federal e de 1988 ja tem 23 anos sera que ela esta adquada aos dias de hoje, bem como codigo penal muito ultrapassado, o secretariao de segurança deveria pensar em um jeito de unir as policias nao provocar rachas. bem como se investir em recursos humanos coisas que nuncas foram feitas.
 
liliane arruda orjeda em 25/02/2011 08:33:54
Fico observando estes comentarios, ora inteligente ,ora jocoso, porem com pouco ou nenhum conhecimento tecnico. Sim extinguir a "P2", foi a pá de cal na segurança pública. Porem ver civis fardados e militares a paisana e uma troca de função meio alheia as suas realidades. Mais de grande valia. Agora dizer que os Pms são menos inteligentes que os Pcs, alem de burrice, é falta de conhecimento, por que tem soldado da Pm que é professor universitario. e no quadro da Pm não é dificil encontrar Mestre doutores, com formação internacional. Agora pensem um pouco, sim fechem a boca, e abram seus olhos, quem perde com esta picuinha? É a população, e principalmente as de bairros distantes, por que nos bairros mais abastados tem segurança particular. E outra coisa não se esqueçam que esta em vigor uma nova regra para as Polícias, é esta regra deixa os Poíciais de mãos atadas. E quem esta regra não foi as Policias e sim os Politicos, talvez para se salvaguradar do amanhã, quem sabe.
 
Rubens Soares em 25/02/2011 08:31:44
Agora a coisa vai ficar sério, pois as mudanças trará a determinação para as delegacias descaracterizarem as viatura; o Garras, a Derf, a Defron e outras retirarem o fardamento e a desativação do blindado do Garras (fanfarronagem).
 
Paulo Odone em 24/02/2011 12:48:51
Os indices de criminalidades no estado estão crescendo dia apos dia, isto o Governo não reconhece, usa números para maquiar e enganas a população, mas os cidadãos que são vítimas do descaso do estado vêem uma realidade diferente da mostrada pelas autoridades de segurança.
Agora vem dizer quem faz isto ou aquilo, unem as Polícias para juntas combaterem a criminalidade, a populãção que paga seus impostos querem é uma segurança dígna, não importa por qual cooporação. Parem com estes jogos de interesses...

Acorda Moto Grosso do Sul
 
Valerio Penha em 24/02/2011 11:34:16
Moro no Bairro José Pereira e já precisei da PM diversas vezes que minha casa foi furtada. Uma vez o ladrão ainda tava no meu quintal. Eles demoram 2 horas pra chegar na casa da gente. Outra vez tinha uma briga com pessoas armadas aqui na minha frente. Demoraram 5 oras pra chegar. Será que eles não ficam "investigando" a erva mate Kurupy???? Passa na frente dos quatéis deles... esses PM do reservado deviam é tá patrulhando as ruas pra que o criminoso não agisse.
Parabéns aos policiais da policia civil. São mais instruidos e mais inteligentes. todos tem CURSO SUPERIOR. São melhores preparados para investigar.
 
Alberto Castro Guedes de Santana em 24/02/2011 11:23:04
Falta do que fazer esses políticos saúde em caos agora um secretário bagunçando a polícia desestrurando e ativando a ira entres as polícias agora vai começar a guerra pmxcivil e a população paga o pato.
 
Fernanda Muniz em 24/02/2011 07:08:58
Com a desativação da PM2 a segurança publica perde um importante braço para o combate a criminalidade. Vamos parar com essa hipocresia de que PC faz isso PM faz aquilo, todo mundo sabe que a PM2 não investiga crimes já ocorridos e sim possiveis crimes que irão ocorrer. Mas enfim quem sai prejudicado é a população, porque a Policia Civil não tem estrutura para abraçar todos esses crimes, e nossa segurança publica já estava a beira de um colapso, e com isso agora ela já será encaminhada a UTI.
A PC e a PM estão na mesma guerra, vamos parar com essa vaidade, só quem sai ganhando é o bandido que vai te roubar ou o dono da boca de fumo proximo a sua casa.
Senhor governador Senhor secretário .... deixe as policias trabalharem, parem com esse não me toque idiota.....
 
Américo Castro Silva e Souza em 24/02/2011 06:40:45
Sou de São Paulo, presido uma ONG que trabalha com monitoramento da eficiência na gestão da Segurança Pública de todos os estados e a leitura que faço desse lastimável quadro que se configura em Mato Grosso do Sul é que, se o secretário de Segurança Pública retroceder em sua determinação de se fazer cumprir o texto constitucional e demais legislações em vigor, ele terá que pegar o paletó e voltar pra casa. Ficará sem sustentação moral frente às duas instituições policiais. O Correto seria o senhor secretário fazer sim alguns ajustes nessas resoluções - que a meu ver eram é são desnecessárias, pois a Constituição Federal e o Código Penal vigentes delineiam e limitam as atuações de cada Polícia brasileira - e "dispensar" o comandante da PM, pois esse não goza mais de sua confiança. Ora, um sujeito que passa por cima de seu superior imediato e vai falar diretamente com o chefe do Executivo para questionar uma medida de seu chefe primeiro não merece confiança. Já estive nesse estado e sei que há coronéis capacitados, subordinados e leais para assumir o posto de comandante da PMMS.
Aliás, a PM tem uma gama de atribuições nobres que dispensam a necessidade de usurpar as funções da Polícia Civil. Se cada uma fizer a sua parte, esta tudo certo. Tudo muito bem. Um abraço aos bravos policiais civis e militares dessas duas fronteiras brasileiras.
 
Fauze Metallezi em 24/02/2011 05:49:49
Ao SENHOR Alberto Castro Guedes de Santana

Em primeira instância, gostaria de ressaltar que o senhor está muito mal informado a respeito da gloriosa Polícia Militar, ninguém fica no pelotão tomando tereré, a Pm está nas ruas combatentendo a criminalidade, passa nas delegacias pra ver a fanfarronagem dos agentes na internet e a população e a PM à mercê da boa vontade do" funcionário público", aguardando três ou quatro horas para serem atendidos.E horas é com H.Até +.
 
JOZIMAR MENDES DA ROCHA em 24/02/2011 05:29:10
Parece balela mas querem colocar o costume mal dentro de uma lei, agora tá dificil cada qual achar suas funções. Eu e muitos outras pessoas com certeza já presenciamos Policiais a paizana em rodovias completamente descaracterizado, apenas com uma carteira pedurada na cinta fazendo barreira e investigando todos que passavam e identificava como P 2, assim como já vimos diversos Policiais civis com camiseta preta escrito na costa Policia Civil e calça preta com uma baita pistola pendurada na perna. Coisa estranha né, acho que tem gente que entrou para policia errada, isso é que tem que consertar, ou aprender com os federais a trabalhar, policia federal só faz barreira caracterizada em posto policial rodoviario, e nunca ninguém viu policiais rodoviário federais a paizana trabalhando nas rodovias. querem fazer barreira, o local mais seguro para nós cidadões é os postos tanto federais como estaduais.
 
luiz Charles da Silveira em 24/02/2011 05:13:47
Ao ver os comentários acima, concluo que está sobrando vaidade e faltando polícia. Os comentários mais raivosos, expressam a total falta de comprometimento com a profissão e o total desrespeito pelo semelhante. Enquanto continua essa briga patrocinada pela SEJUSP, o crime organizado tá churrasqueando e tomando whisk. No final quem tem que varar a madrugada longe da familia são voceis mesmos, então que façam da melhor maneira.
 
valter antunes em 24/02/2011 05:02:08
A resolução da SEJUSP é o óbvio ululante. Está repetindo o que dispõe a legislação processual penal. O cidadão ao receber a voz de prisão - seja de quem for - deverá ser apresentado imediatamente à Autoridade Policial plantonista, que deverá ou não lavrar o flagrante. A conduta reclamada pelas instituições, inclusive pelos advogados é a de que o cidadão (por exemplo) era detido à meia noite e conduzido à Delegacia de Polícia somente às 4 horas da manhã, em total desrespeito às normas dos direitos humanos. Por que essa conduta da PM ? Por que ficar com o detido engaiolado na viatura ou em alguma cela de batalhão todo esse tempo ? Estão fazendo diligências investigativas com o detido ??
Quanto à atribuição da PM2, a mesma deve somente levantar ou investigar a conduta profissional dos policiais militares. Ela não deve se imiscuir em assunto de que não tem atribuição legal. Devem atender bem e educadamente a população do Estado do MS, que paga seus soldos e vantagens e, parar de pressionar a imprensa local para lançar dados falsos e inverídicos à sociedade. Ei, pessoal vamos trabalhar mais e dar bons exemplos de cidadania.



 
Paulo Roberto Rossini em 24/02/2011 04:53:00
PARABENS AO GOVERNADOR DR.ANDRÉ PUCINELLI PELA EDIÇÃO DA RESOLUÇÃO A QUAL VAI AO ENCONTRO DO QUE DETERMINA A LEGISLAÇÃO FEDERAL(código de processo penal) e Constituição Federal. Demonstrou ser um administrador público que preza pela legalidade e pela observância dos princípios do direito administrativo e constitucional. Ao contrário do que apregoa a Polícia Militar, a população estará muito mais segura se CADA INSTITUIÇÃO CUMPRIR COM RIGOR AS SUAS ATRIBUIÇÕES, dedicando-se ao aprimoramento do seu trabalho, ao invés de imiscuir-se em seara alheia, como ocorre com a Polícia Militar em face da Polícia Civil.
A população Sul-mato-grossense MERECE ter SEGURANÇA JURÍDICA quando a ação do estado diz respeito a cerceamento de liberdade para que possa ter os seus direitos garantidos. Além do mais, a Polícia Militar através da PM-2 faz "investigações" sem o compromisso e o comprometimento, ou seja "o que é bom e dá notoriedade, vai atrás, aquilo que não dá ibope, holofote, deixa de lado", ou seja, ao invés de buscar o interesse do povo, da sociedade, busca apenas e unicamente enaltecer-se e satisfazer a interesses próprios, o que não é o perfil de quem realmente é incumbido de investigar, no caso a POLÍCIA CIVIL, que marcadamente age com IMPARCIALIDADE, buscando a VERDADE REAL DOS FATOS e dotar o Ministério Público de provas lícitas, para obter a condenação dos criminosos. A Polícia Militar tem um campo amplo a ser desenvolvido e que tanto a população clama que ocorra que é a PREVENÇÃO DO CRIME, ou seja, a Polícia Militar deve agir sempre antes que o crime aconteça, estar sempre de maneira osetnsiva, COM FARDAS, nas PORTAS DAS ESCOLAS, DO COMÉRCIO, DAS RESIDÊNCIAS, PRAÇAS PÚBLICAS e Outros, o que é senhor Governador, DE MAIS ALTA IMPORTÂNCIA PARA O POVO SUL-MATO-GROSSENSE, mas, isso não vem ocorrendo no estado de Mato Grosso do Sul, pois não vemos POLICIAIS MILITARES NAS RUAS fazendo a PREVENção. Manda a POLÍCIA MILITAR fazer o que é a sua obrigação, assim, agradeceremos Vossa Excelência, senhor Governador.
 
Antenor Barbosa Sena em 24/02/2011 04:52:16
Porque será que o GARRAS incomoda tanto? achava que eram só os bandidos que não gostavam do GARRAS. mas bem. 1º lugar não é Farda é UNIFORME, assim como todos os grupos especiais das policias utilizam. 2º lugar o GARRAS possui hj 30 policiais, (escrivao, investigadores e delegados) e ja incomoda diferente de algumas unidades policiais que possuem 150 homens e não trazem resposta a sociedade conforme seu quantitativo de policiais. se o GARRAS incomoda com trinta imagine com 150? Isso ta parecendo dor de cotovelo. vamos trabalhar pessoal,trabalhar para justificar os seus salarios que é pouco mas estao recebendo para isso.
 
Fabio henrique em 24/02/2011 03:31:19
Sr Paulo Odone, o Garras não usa farda, e sim um uniforme institucional que caracteriza suas ações em atividade operacional, diferenciando-se de outras unidades, e uma de suas atribuições é a fiscalização em instituições bancárias, onde o policial deverá estar totalmente caracterizado.
E quanto ao blindado, É MELHOR TER E NUNCA PRECISAR, DO QUE PRECISAR E NÃO TER.
 
EDMILSON em 24/02/2011 03:08:11
TEXTO CORRIGIDO
O art. 144, CF prevê atribuições de todas as 05 polícias existentes no Brasil, qualquer alfabetizado poderá ler o que na CF consta. Sou policial civil e neste exato momento nem delegado, nem escrivão, nem papiloscopista estão na delegacia, são 09h da manhã, tem pessoas para serem intimadas, outras querem fazer identidade e por aí vai. Minha função é atender as pessoas que aqui vem por motivos diversos. De vez quando vou à rua entregar ofícios no Fórum, na DRP e realizar a tão prazerosa função administrativa de office boy. Quando prestei concurso era para investigar, prender pessoas e outras coisas. No entanto se nesse momento sair da delegacia e o telefone tocar não terá ninguém para atender, não terá ninguém para registrar boletim de ocorrência de extravio ou qualquer coisa. Para o que faço atualmente ganho muito bem, há quase 06 anos estou na 3º Classe, estou longe do palácio da Diretoria, vou lá umas duas vezes por ano buscar meia dúzia de munições e se tiver pneus para viatura, pois entregar ofícios e avisar família de presos, isso gasta combustível e pneu. Graças ao bom Deus não é necessário mais alimentar os presos, só de vez em quando. A ESCALA AQUI É BOA, SE TRABALHA 12H E FOLGA 24H, NOS FINAIS DE SEMANA TRABALHA 24H E FOLGA 24H. A POPULAÇÃO NÃO RECLAMA MUITO, POIS NA VERDADE NÃO ESPERA QUE SOLUCIONEMOS OS PROBLEMAS DELA, FICANDO CONTENTE SE PUDER VIR À DELEGACIA E PELO MENOS SER ATENDIDA BEM EM MENOS DE 15 MINUTOS DE ESPERA. SER PC NO MS EM BOA PARTE É SER FUNCIONÁRIO ADMINISTRATIVO E AGENTE PATRIMONIAL QUE O DIGA OS POLICIAIS CIVIS DA DGPC, INVESTIGAÇÃO NA PC É DESVIO DE CARGO, se a PM quer fazer e tem efetivo para isso será ótimo para a população. Aqui onde estou o relacionamento com os milicianos (PM) é muito bom e não será uma briga pelo poder da alta cúpula das duas instituições que irá desfazer este bom relacionamento com meus colegas PMs, que quando preciso realizar a atividade fim de proteger a população são os primeiros a quem posso contar, aqui no fim do mundo as coisas são diferentes da visão dos palacianos da capital, pode falta tudo, menos vontade de trabalhar por mais burocrático que seja o serviço. A vtr preta está com os pneus carecas. FALTA EFETIVO E MELHOR REMUNERAÇÃO, mas nem por isso o trabalho é cessado. O QUE DEVERIA SER TRATADO REALMENTE NÃO É FALADO, COMO INSTITUIR OS CARGOS DE CHEFIA NA PC, 20% DE AUMENTO RELATIVO À CLASSE SUBSTITUTA, ENTREGA DAS CADEIAS A AGEPEN, funcionamento sem travamento do SIGO, na verdade nada disso é necessário, pois apenas entrego ofícios. UMA DICA PARA POLICIAIS CIVIS E MILITARES QUEREM INVESTIGAR, VÃO PARA A PF, LÁ TEM ADMINISTRATIVO, E A ATIVIDADE FIM É DESENVOLVIDA ATÉ MESMO CONTRA DELEGADOS E OFICIAIS PMS, que o diga os que foram presos recentemente no RJ. Servir e proteger aos trancos e barrancos. O governo não aguentou a pressão.
 
José Eduardo Costa em 24/02/2011 03:03:48
Era lógico que isso ia acontecer, a PM bate o pé e o governo treme, a quem o Comando da PM quer enganar com essa histório de que a PM2 não investiga, as pessoas mais esclarecidas e inteiradas acerca da Segurança Pública sabem que essa aberração ocorre sim, com essa "meia volta volver" o Sr Secretário de Justiça se enfraqueçe no meio policial. Mas isso já era previsto, enquanto isso o serviço de investigação da Policia Civil voltará a ser prejudicado pelos PMs sem farda, que muitas vezes se apresentam como Policiais Civis, inclusive identificando suas unidades, numa verdadeira afronta a Polícia Judiciária. Resumindo, o Governo se enfraquece, o Secretário se enfraquece, os desmandos continuam. Pobre Mato Grosso do Sul, conduzido a merce das vaidades pessoais. " Cada ente cumprindo seu papel, essa é a saída para uma Segurança Pública eficaz e equilibrada. Acorda SINPOL, Acorda ADEPOL!!!!!!
 
João Jorge em 24/02/2011 02:20:20
Ate quando teremos essas brigas entre os integrantes da segurança publica??? e o pior, quem deveria resolver os problemas " interna corporis" são os mesmos que colocam lenha na fogueira. Mas vamos por partes....

O serviço reservado da PM, conhecido como PM2 foi criado realmente para investigar, mas apenas crimes cometidos por policiais militares, a após concluida as diligencias, envia relatório para basear o inquerito penal militar. Com o tempo foram abrangendo as investigações para crimes cometidos por civis. Na verdade, a Policia militar nada mais é do que a copia da policia america, onde existe os policiais fardados que realmente trabalham no serviço ostensivo e o policiais que utilizam carros descaracterizados para o serviço investigativo. Ai fica facil, PM2 investiga e manda a bola redonda para a PM fardada prender os "elementos". Otimo. a segurança publica esta solucionada, mas infelizmente esquecem eles que o serviço de investigação é constitucionalmente pertencente à Policia Civil. Mas pobre policia civil, enquanto está custodiando presos e confeccionando boletins de ocorrencia... a PM2 esta fazendo o serviço dela.

Quando deixarem de hipocrisia e realmente quiserem que a segurança publica funcione é facil:

- Façam a policia militar realmente cumprir a sua função, o serviço preventivo e ostensivo que nada mais é do que patrulhar as ruas com suas viaturas caracterizadas e não deixar o crime ocorrer.

- Façam a policia civil realmente cumprir sua função que é investigar o crime que foi realizado quando infelizmente a policia militar não pode coibir. Forneçam viaturas descaracterizadas para tal trabalho pois investigar usando um carro escrito POLICIA... isso é coisa de portugues.... .

Não precisam de resoluções, nem decretos, muito menos novas leis, só seguirem o pequeno artigo 144 da constituição federal que ja esta de bom tamanho. Mas quem tem peito pra isso????
 
Elvis de Souza em 24/02/2011 01:17:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions