A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

28/03/2008 14:51

Juiz manda transferir preso da Colônia Penal Agrícola

Redação

O juiz Francisco Gerardo, da Primeira Vara de Execuções Penais de Campo Grande, determinou nesta tarde a transferência em regime de urgência do detento Mário Augusto dos Santos Júnior, 43 anos, acatando pedido da defesa. A solicitação foi feita depois que, nesta manhã, Mário Augusto foi feito refém por internos da Colônia Penal, de quem apanhou.

Ainda conforme foi apurado, o grupo ameaçava decapitar o preso. A agressão teria como motivo o fato dele ter vindo do Instituto Penal, que se opõe ao PCC, facção que estaria presente na Colônia. Outra suspeita é de retaliação a prisão de um dos líderes do semi-aberto, ontem.

O juiz disse que a direção do presídio informou que Mário apresenta apenas um corte no supercílio, fruto de uma confusão com outros internos. O advogado dele, porém, afirma que há outros ferimentos, e que o cliente corre risco se ficar na unidade penal.

De manhã, quando a equipe do Campo Grande News esteve no local, o diretor da Colônia Penal Agrícola, Livrado Braga, negou que Mário Augusto tivesse apanhado dos colegas. Atribuiu o ferimento a um tombo.

O próprio Mário Augusto e a esposa dele, Vilma, chegaram a negar que algo tivesse ocorrido, o que foi atribuído pelo advogado ao medo de novas represálias.

Mário Augusto, que cumpre pena por tráfico, saiu na quarta-feira passada do Instituto Penal de Campo Grande para a Colônia Penal, devido à progressão de regime. Agora o juiz pede a transferência para o semi-aberto urbano, no bairro São Francisco.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions