A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Julho de 2018

09/07/2009 17:21

Lei pode tirar 3 mil motoboys da clandestinidade em MS

Redação

Lei aprovada pelo Senado Federal, que regulamenta as profissões de mototáxi e moto-entregador, pode retirar cerca de 3 mil motoboys da clandestinidade em Mato Grosso do Sul. Somente em Campo Grande, onde há cinco anos existiam 630 profissionais autônomos cadastrados, só existem 20 trabalhando com alvará concedido pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Segundo o Sinpromes/MS (Sindicato Profissional dos Trabalhadores Condutores em Motocicletas, Entregadores, Similares e Autônomos Individuais sobre Duas ou Três Rodas de Mato Grosso do Sul), o Estado conta com 6 mil motoboys, sendo que 50% está na informalidade. Para o presidente da entidade, Luiz Carlos Escobar, a regulamentação federal pode retirar os profissionais da clandestinidade.

Em Campo Grande, entre 2002 e 2005, 630 motoentregadores tinham o alvará da Agetran com base na Lei Municipal 8.396, de 25 de fevereiro de 2002. Como não havia nenhum outro amparo, eles acabaram abandonando a formalidade. Segundo a Agetran, existem apenas 20 profissionais com alvarás para trabalhar como autônomo.

Regulamentação

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions