A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

15/05/2009 17:33

Moradores protestam contra excesso de velocidade em via

Redação

Moradores do Jardim Botânico, na saída para São Paulo, realizaram manifestação, hoje à tarde, contra o excesso de velocidade e falta de sinalização na Avenida Gaspar Lemos.

O estopim da revolta foi o atropelamento de três estudantes, quando voltavam da Escola Municipal Abel Freire Aragão, na tarde de anteontem.

Segundo a presidente da Associação do Moradores, Zenir Santana Durão, 37 anos, vários ofícios solicitando sinalização foram feitos à prefeitura de Campo Grande, mas nenhuma providência foi tomada. Ela disse que qualquer medida, como a instalação de quebra-molas solucionaria o problema.

"Qualquer hora vão matar uma criança", alertou a comerciante Eliane Firmino Sanches Peixoto, 35, mãe do adolescente Kaike Sanches Peixoto, 15, uma das vítimas do acidente na quarta-feira.

Já o gari aposentado Paulo Teodoro dos Santos, 80, perdeu a perna esquerda após ser atropelado por um ônibus em maio de 2007. "Se tivesse sinalização, meu pai não teria sido atropelado", lamentou a filha do aposentado, Raquel dos Santos, 43. Na ocasião, ele estava indo para o trabalho.

Para a vendedora Rose Ferreira Martins, 41, a via, que divide os bairros Jardim Botânico e Andorinha e dá acesso ao Colibri, se tornou "pista de corrida. "Os carros trafegam em alta velocidade porque falta sinalização", ressaltou a diarista Glauce Franco Rodrigues Dias, 34.

Após o protesto hoje, os moradores decidiram encaminhar o pedido de audiência com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) e realizar um abaixo-assinado. Em média, os moradores destacaram que ocorre de três a quatro acidentes por semana nesta avenida.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions