A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/04/2008 08:28

Operação Tiradentes inicia nas rodovias do Estado

Redação

Policiais rodoviários e ambientais começam mais uma fiscalização especial de feriado prolongado, para coibir crimes como pesca predatória e tentar diminuir o número de acidentes nas estradas.

A Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso do Sul começou hoje a Operação Tiradentes nos 3 mil quilômetros de rodovias federais que cortam o Estado.

Segundo a assessoria da PRF, para oferecer mais segurança para motoristas e passageiros, será empregado um efetivo de 280 policiais e 59 viaturas, além de 18 radares e 18 bafômetros.

A fim de evitar acidentes e garantir melhor fluxo para os carros de passeio, veículos longos, caminhões bi-trens e cegonhas, terão tráfego restrito em vias simples por períodos de até seis horas, inclusive para quem tem Autorização Especial de Trânsito (AET).

Quem desrespeitar a determinação ficará sujeito à multa de R$ 85,13 (infração média), além de perder 4 pontos na carteira.

A PRF divulgou os horários de restrição aos veículos longos, começando hoje das 16h às 22h, no sábado das 6h às 12h e na segunda-feira das 16h às 22h.

Na Operação Tiradentes do ano passado, a PRF registrou 19 acidentes com 17 feridos e nenhuma morte e gerou 902 multas.

A fiscalização especial da PRF neste ano termina no dia 21, às 22 horas.

Estaduais - A Policia Rodoviária Estadual também começa, mas apenas às 18 horas de hoje, a Operação Tiradentes para reforço da fiscalização nas rodovias estaduais durante feriado prolongado. O trabalho terminará só às 8 horas do dia 22 de abril e vai envolver 150 policiais.

A PRE aproveita para lembrar os motoristas que o abuso de velocidade e ultrapassagens em locais não permitidos pela sinalização, são as principais causas de acidentes de trânsito com vitimas fatais nas rodovias estaduais, num percentual de 70%.

Rios - Já a Polícia Militar Ambiental deflagra ao meio dia desta sexta suas ações de feriadão. A informação é de 304 homens vão atuar na fiscalização contra pesca predatória em regiões onde o número de turistas é maior.Serão desenvolvidas também barreiras e combate ao desmatamento e carvoarias irregulares e outros crimes e infrações ambientais.

Uma das áreas de maior vigilância será o Parque Várzeas do Ivinhema. A equipe do grupamento será reforçada por equipes do Pelotão de Dourados. Crime ambiental provoca prisão e pode gerar multas de até R$ 50 milhões.

Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions