A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/02/2008 09:57

Para deputados, Operação Flanelinha foi absurda

Redação

A Operação Flanelinha, que no último sábado recolheu flanelinhas e malabaristas das ruas de Campo Grande, recebeu críticas hoje na Assembléia Legislativa. Na ação, realizada a pedido do MPE (Ministério Público Estadual), as pessoas foram levadas no camburão da PM (Polícia Militar) até o Cepol, onde eram cadastradas e verificado se havia mandado de prisão em aberto.

Já para os moradores de ruas, o Cetremi (Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante) daria dois destinos: reinserção à família e oportunidade de trabalho, caso morassem na Capital, ou uma passagem de volta à cidade de origem. O deputado Paulo Duarte (PT) classificou a operação como absurda. Segundo ele, o Ministério Público, a prefeitura e a polícia deveriam punir os criminosos e não quem trabalha no mercado informal.

Duarte disse que conversou com Marigô Bittar, da Procuradoria do Consumidor, e ela explicou que a ação foi motivada pelas reclamações diante das ações dos flanelinhas, que cobram adiantado e ameaçam os motoristas. Porém, a ação não incluiria o recolhimento dos moradores de rua. O deputado fará um pedido de informações para saber qual a base legal de atuação da prefeitura e se, de fato, há a política de expulsar os moradores da cidade.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions