A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

22/10/2010 17:47

Plano de fuga seria motivo de transferência de Artuzi

Redação

Informação que teve origem no Presídio Feminino de Dourados pode ser a causa da transferência do prefeito afastado de Dourados, Ari Artuzi, para o Presídio Federal de Campo Grande. Na unidade está a esposa dele, Maria Aparecida Freitas Artuzi.

A Justiça de Dourados foi comunicada sobre suposto plano de resgate de Artuzi da unidade do Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubos, Assaltos e Seqüestros), onde estava preso até ontem.

A ameaça foi comunicada à Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública, que solicitou à Polícia Federal que retomasse a custódia do preso, já que foi a responsável pela Operação Uragano.

Desde que foi detido, Artuzi nunca havia estado em unidade federal, porque a custódia foi assumida pela Sejusp.

Como não há carceragem na Superintendência da PF na Capital, ontem ele foi encaminhado para a unidade mais segura do País, onde passaram nomes como o traficante Juan Carlo Abadia e hoje está Fernandinho Beira-Mar.

Setores da segurança pública confirmam os motivos da mudança, apesar de garantir não acreditar na veracidade de um plano de fuga. A transferência seria apenas uma precaução.

Na unidade, Artuzi ficará 15 dias sem visitas, pelo menos. Até agora, em mais de 50 dias preso, ele só teve autorização para conversar com a filha mais velha, de 15 anos.

A avaliação dentro da Segurança Pública é de que ele deve permanecer na unidade até que seja julgado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions