A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

26/10/2009 13:57

PMA prendeu 36 por pesca predatória em outubro no Estado

Redação

A PMA (Polícia Militar Ambiental) já prendeu 36 pessoas por pesca predatória neste mês em Mato Grosso do Sul. Segundo a assessoria do órgão, outubro, por ser véspera do início da piracema, é um mês crítica para a fiscalização em relação a pesca.

Além disso, os pescadores aproveitam este último mês devido a facilidade maior de captura, visto que os peixes já começaram a formar cardumes. Todos os anos, a PMA tem realizado operação pré-piracema intensificando a fiscalização durante o mês de outubro para prevenir e reprimir a pesca predatória.

Nos locais considerados pontos críticos (cachoeiras e corredeiras) em que já estão chegando cardumes, a PMA começou a instalar os postos fixos com policiais 24 horas. Após a prisão, na quinta-feira passada, de três pescadores, que praticavam pesca com tarrafas na cachoeira do Sossego, no rio Aquidauana, a PMA colocou, desde Sexta-feira, policiais 24 horas para vigiar os cardumes neste local.

A idéia é manter o máximo de equipes nos rios para prevenir a pesca predatória, ou pelo menos, prender os pescadores que insistem em praticar a pesca irregular, antes que tenham capturado grande quantidade de pescado, que é o que está acontecendo.

A PMA prendeu 36 pescadores e autuou outros nove por falta de licença de pesca. Foram apreendidos 163 quilos de pescado.

Os últimos pescadores foram presos no rio Miranda, em Guia Lopes da Laguna. Rogério Mongirothi e Valdecir Silva Duarte foram multados em R$ 1 mil e responderão por crime ambiental, estando sujeito a pena de até três anos de detenção.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions