A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

25/02/2015 15:40

Protesto sai das rodovias e vai para avenida Afonso Pena no fim da tarde

Priscilla Peres
Caminhoneiros estão parados nos acostamentos das rodovias há cinco dias. (Foto: Marcelo Calazans)Caminhoneiros estão parados nos acostamentos das rodovias há cinco dias. (Foto: Marcelo Calazans)

A partir das 17h de hoje, os caminhoneiros de Campo Grande farão uma carreata com saída dos altos da avenida Afonso Pena e chegada na BR-163, saída para São Paulo. O objetivo é pedir apoio para a população, que poderá seguir junto no protesto, como forma adesão ao protesto que acontece há cinco dias.

Mensagem que está sendo compartilhada pelo Facebook, pede apoio à passeata dos caminhoneiros que acontecerá às 17h, em Campo Grande. "Essa passeata é a forma de mostrarmos nossa indignação contra os aumentos que assolam o país. Sairemos de carro de passeio até o trevo do mini anel, na saída para São Paulo".

O Setlog (Sindicato das Empresas de Transporte de Carga e Logística) e a Cootrapan (Cooperativa das Transportadoras do Pantanal ) confirmam que a carreata irá acontecer nesta tarde, quando os caminhoneiros devem liberar a rodovia.
"Os caminhoneiros vão continuar parados na rodovia até às 17h,depois iremos para a avenida. Todo mundo que está aqui parado vai para lá", afirma o presidente da Cootrapan, Jair Sanagiotto, que afirma não estar realizando nem a carreata e nem o protesto, apenas dando apoio aos que decidem parar.

Sindicato - O presidente do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos, Osni Belinati, explica que o protesto dos caminhoneiros surgiu após 72 empresários decidirem, em reunião, parar as atividades como forma de greve.
"São 19 mil caminhoneiros em todo o Estado. A situação está complicada para eles e por isso decidiram parar. Nós não organizamos, apenas damos apoio, mas somos contra a qualquer tipo de violência", afirma Belinati.

Governo - O secretário de Fazenda, Márcio Monteiro, disse na manhã de hoje que se reuniria com caminhoneiros, porém ele se referia a uma agenda marcada anteriormente com o Setlog. O presidente Cláudio Cavol vai participar da reunião, que tem como objetivo debater sobre a redução da alíquota do ICMS sobre o diesel.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions