A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/07/2016 18:45

Secretaria quer usar dólares apreendidos para construir sede do DOF

João Humberto
Dólares apreendidos com casal também podem ser usados para construção de Delegacia da Polícia Federal em Ponta Porã (Foto: Divulgação)Dólares apreendidos com casal também podem ser usados para construção de Delegacia da Polícia Federal em Ponta Porã (Foto: Divulgação)

Nesta sexta-feira (15), o secretário José Carlos Barbosa, titular da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), entregou ofício ao juiz federal da 3ª Vara Federal de Mato Grosso do Sul, Odilon de Oliveira, solicitando a doação dos U$ 2,4 milhões (equivalente a R$ 8 milhões) que foram apreendidos com casal durante a operação “Corumbá Segura II”, para a construção de sede do DOF (Departamento de Operações de Fronteiras), em Dourados.

Na quarta-feira (13), o juiz Odilon informou ao Campo Grande News que os dólares já depositados em conta da Justiça Federal, podem ser utilizados para a construção de Delegacia da PF (Polícia Federal) em Ponta Porã. Ele participou de videoconferência para audiência de custódia dos presos Alexandro Benevides, 42, e Eliete Felisbino Benevides, 45, que decidiu entregar o dinheiro para se livrar da cadeia.

O flagrante foi realizado na noite de sábado (9), no posto fiscal do Lampião Aceso, localizado na rodovia BR-262, no decorrer da ação organizada pela Sejusp, por intermédio do GGIFRON (Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira), DOF, PRF (Polícia Rodoviária Federal) e Polícia Federal.

Conforme o secretário, o desempenho do DOF foi eficaz no primeiro semestre deste ano, com apreensões de 35 toneladas de drogas, R$ 158 milhões em mercadorias (cigarro, pneus, medicamentos e eletrônicos, entre outros), prisão de 215 pessoas em flagrante por tráfico de drogas e 93 por contrabando e descaminho, recuperação de 94 veículos furtados e apreensão de 321 veículos e prisão de um total de 490 pessoas.

Para José Carlos Barbosa, o DOF tem contribuído para o Estado e para sociedade no combate ao crime organizado, mas ainda não obteve o devido reconhecimento, já que até hoje não possui sede. “Estamos recorrendo à sensibilidade do juiz federal Odilon de Oliveira, no sentido de disponibilizar a quantia que foi apreendida nesta operação conjunta para construção da sede do DOF em Dourados”, esclarece o secretário, informando que já existe uma área de 14.700m², propriedade do Estado, destinada para construção do prédio, faltando apenas o recurso para o início das obras.

Odilon se comprometeu em verificar a possibilidade de destinar parte da quantia apreendida para a construção do DOF em Dourados, segundo informações da Sejusp.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions