ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 17º

Cidades

Sistema vai permitir a emissão de bilhetes eletrônicos por empresas de ônibus

Novo modelo, fruto de projeto piloto do governo de MS, vai facilitar compra de passagens

Por Mayara Bueno | 23/01/2018 13:09
Terminal Rodoviário de Campo Grande. (Foto: Foto: Edemir Rodrigues/Governo do Estado).
Terminal Rodoviário de Campo Grande. (Foto: Foto: Edemir Rodrigues/Governo do Estado).

Um projeto piloto, desenvolvido pelo governo de Mato Grosso do Sul, permitirá que o passageiro que viaja de ônibus possa comprar a Bilhete de Passagem Eletrônico, sem a necessidade de se deslocar até a rodoviária e adquirir a passagem impressa.

Conforme a Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), que elaborou o projeto, as empresas que fazem viagens em MS podem aderir ao sistema a partir de janeiro deste ano.

O novo sistema de vendas permitirá, além da comodidade, atender às exigências da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), de acordo com o coordenador nacional do projeto piloto, Daniel Carvalho.

O diretor afirma que as empresas tem interesse em aderir ao sistema, já que são cobrados pela Agência. Antes, ainda de acordo com a assessoria da Sefaz, as empresas eram obrigadas a adquirir o equipamento que o fisco certificava e aceitava. Somente por esse equipamento podiam emitir as passagens, no guichê da rodoviária ou balcão das empresas.

Ida e volta - A novidade vai permitir, ainda, a compra de passagem de ida e volta ao mesmo tempo. Atualmente, de acordo com o exemplo da secretaria, se o passageiro faz trajeto de Campo Grande para São Paulo, ele pode comprar as duas passagens na Capital pela internet, já fazendo a solicitação de ida e volta, além de marcar as poltronas.

Atualmente, o viajante consegue comprar os dois tickets aqui, mas precisa trocar na rodoviária de destino por outro papel. No novo modelo, o passageiro vai poder imprimir em casa ou optar por baixa no telefone celular.

Conforme o governo, a Eucatur foi a primeira, mas outras como a Contijo, Ouro e Prata, Andorinha, já possuem cronograma para entrar em operação nas próximas semanas.