A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

07/04/2011 18:32

Tesouro Nacional orienta MS a conceder reajuste zero para servidores

Jorge Almoas

Mato Grosso do Sul pode sofrer sanções na liberação de recursos e no pagamento da dívida externa caso não controle a folha de pagamento. Para evitar o estouro das contas, a Secretaria de Tesouro Nacional orientou o governador André Puccinelli a conceder reajuste zero aos servidores estaduais.

A análise das contas pelo Tesouro Nacional foi feita até ontem, e apontou que os limites de gastos foram ultrapassados.

Puccinelli recebeu recomendação sobre o reajuste do Conselho de Secretários, uma vez que o Estado pleiteia recursos para auxiliar os municípios por das perdas provocadas pelas chuvas na agricultura e na pecuária. O Conselho de Secretários é responsável pelo controle das contas públicas.

“Vamos aguardar informações e análises mais concretas para podermos encaminhar decisões. O impacto das perdas na arrecadação está sendo avaliado, ao mesmo tempo tem essa questão da STN e temos ainda o comportamento da economia como um todo, que também nos orienta nas decisões de mais longo prazo”, afirmou o governador.

Além do freio no gasto com pessoal, o Conselho de Secretários reavaliou as metas de investimento. Puccinelli destacou que o equilíbrio das contas é uma meta. “Não abrimos mão disso”, disse André.

O governador afirmou que não vai causar humilhação aos servidores, no caso de pedido de empréstimos pessoais ou cobrando salários atrasados.

Prejuízo na safra deve atrapalhar reajuste de servidores, diz Puccinelli
Safra de grãos registrou R$ 700 milhões em perdas, segundo a ConabO governador André Puccinelli (PMDB) comentou que os prejuízos causados na safra d...
Selecionados do Fies com inscrição postergada devem completar dados
Termina hoje (17) o prazo para os estudantes pré-selecionados em processos anteriores do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), que tiveram a insc...


Issso e uma vergonha recomendar O % de aumento e perrmitir 17% de aumento na energia entre outros aumentos.
Sugiro ao povo que quando se falar em aumento salarial para judiciaro e politicos o povo vote o reajuste salarial, afinal eles são nossos empregados nos pagamos altos salarios a eles por um serviço mediocre.
Gostaria que as pessoas pensassem em votar para dar aumento aos politicos e judiciario, que tal? vamos ter coragem de nos revoltar, chega de vergonha. politicos e outros fazem com o povo o que o povo permite. CHIQUE e reiinvidicar e se colocar e não fazer papel de bobo. Protestos simbolicos não levam a nada eles riem da nossa cara e nos chamam de palhaços.
 
Vera Lúcia em 08/04/2011 09:22:33
Ué, não entendi. Quem realmente faz a máquina trabalhar não pode ter aumento. Mais os vampiros do poder, aqueles que além de roubar, recebem aumento!!! Ô POVÃO... ACORDA!!!
 
Marcelo Max em 07/04/2011 10:45:06
Conversa para boi dormir,eles jogam dinheiro fora e o servidor que paga.Vamos ficar 15 dias parado sem trabalhar para ver se esse pais arrecada alguma coisa.é um absurdo.
 
Carlos Alves em 07/04/2011 08:34:48
Esse conselho também serve para os parlamentares e politicos do Estado?
Pois os servidores concursados e que realmente trabalham, somente receberam 6% de aumento, mas somente a conta de luz subiu mais de 17%, qual a vantagem?
Aqui nesse Estado de homens sérios, somos roubados de todo quanto é lado, e não tem ninguém para nos defender, os Direitos humanos, somente se manifestam quando tem bandidos presos precisando de ajuda, quam paga os impostos é abandonado.
Quem foi atrás do volumoso saumento dados parlamentares e secretários? TYrabalho no Judici´´ario e não receb o o aumento toda a vez que um senador ou Deputado federal tem aumento e, nem na mesma proporção. Então aonde estã indo todo o dinehrio que dizem que o funcionário público está recebendo? No meu bolso tenho a certeza que não está, é só procurar no bolso de quem está.
 
Kamél El Kadri em 07/04/2011 08:31:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions