A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

22/01/2013 11:29

UEMS tem quatro estudantes com menos de 15 anos aprovados para cursos

Um deles é Letícia, de 12 anos. Ela passou para Pedagogia, mas, não vai cursar

Nadyenka Castro
Nathaly, aos 14 anos, fez matrícula para o curso de Artes Visuais. (Foto: Rodrigo Pazinato)Nathaly, aos 14 anos, fez matrícula para o curso de Artes Visuais. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Ela só tem 12 anos e estuda diariamente, por horas e horas. O resultado da dedicação aos estudos Letícia Yumi Herculano Togoe já começa a colher: ela foi aprovada para o curso de Pedagogia da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), unidade de Paranaíba. “Mas ela estuda é para fazer Medicina”, avisa o pai, Reinaldo Barbosa Togoe, 40 anos, analista contábil. Ela e mais três estudantes com menos de 15 anos foram aprovados na instituição.

Letícia vai para o 9º ano, no Colégio Mace, em Campo Grande, e fez pela primeira vez o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) ano passado. “Ela quis fazer para saber como que é. Falei para ela que não havia necessidade de fazer toda a prova, para fazer só o que soubesse”, lembra a mãe, a administradora Marli Herculano da Silva, 37 anos.

A menina fez o Enem e com a nota, foi aprovada no curso de Pedagogia. Os pais não pretendem pedir liminar à Justiça para matricular a filha. Pelo menos não neste ano. “Vamos esperar ela terminar o 9º ano e se tiver nota para Medicina”, diz Reinaldo.

De acordo com ele, Letícia é organizada, estuda diariamente, mas, também brinca e sai com as amigas. “As vezes a gente tem que brigar com ela para ela parar de estudar”, conta o pai.

A menina morou com a família por seis anos no Japão. E por conta disso, perdeu três anos de escola regular no Brasil. Quando chegou no País, fez prova de avaliação e com a nota, ‘ganhou’ um ano a mais.

Depois de vencido estes dois desafios, Letícia, conforme o pai, batalha para ser médica com diploma internacional. “Ela já está procurando como fazer para estudar em Harward”, fala.

Outros casos- Na UEMS há ainda adolescentes aprovados. São eles: Maria Eudiane, Ciências Biológicas, em Ivinhema; Rebeca Martins – Pedagogia, em Dourados; Luiz Felipe, Física em Dourados. Todos são de outros Estados.

Há também a Carine Oliveira Gulherme que passou em Direito/Paranaiba, um dos cursos mais concorridos da UEMS.

UFMS – Na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Nathaly Gomes Tenório, de 14 anos, fez matrícula nessa segunda-feira para cursar Artes Visuais. Com a nota do Enem, ela conseguiu ser aprovada para o curso e, por liminar, garantiu o certificado de conclusão do Ensino Médio e fazer matrícula na instituição de ensino.



quem se lembra daqueles analfabetos que foram aprovados,passou ate no fantastico!!
 
helio garcia em 05/02/2013 10:50:35
.....estão fazendo.
E na verdade todas essas aprovações mostram que a entrada na faculdade está fácil e não precisa de muito conhecimento. Ao invés de melhorar o ensino , ficam facilitando a entrada nas universidades.
 
larissa arce em 25/01/2013 20:28:03
Ridicula a sua opinião amiga, se a pessoa entrou na faculdade isso quer dizer que ela tem capacidade e conhecimento suficiente, as pessoas tem todo o direito de 'treinar' para o ENEM , e entrar direto na faculdade não quer dizer que você esta atropelando as coisas , o ENEM é uma prova de conhecimento do Ensino Médio, então não quer dizer que a pessoa vai entrar na faculdade com conhecimento de fundamental, e não tem problema chover liminar para os jovens entrar, entrar na faculdade vai aumentar a sua capacidade de aprendizado e por ser jovem pode até sair na frente dos mais velhos por causa 'daquele gás' de aprender coisas novas. As pessoas tem que parar com esse pensamento de que idade é falta de capacidade, por isso o Brasil está onde está, olha para o que as crianças de 14 anos do japão
 
Larissa Arce Centurião em 25/01/2013 20:21:53
Gente... pelo amor de Deus... pra que atropelar as coisas??? TEM que terminar o Ensino Médio como qualquer um... já está na hora do MEC não permitir que alunos do 2 ano pra baixo não façam mais o Enem (o famoso "treineiro")... daqui a pouco vai chover liminar para entrar na universidade sem o EM completo.
 
Mayara Faleiros Quevedo em 22/01/2013 12:51:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions