A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

29/12/2017 09:15

Ver 2018 com 'novo olhar' torna cirurgia presente para 2,3 mil pessoas

Mutirão da catarata foi realizado por meio de um convênio firmado pelo governo com municípios, no valor de R$ 2 milhões

Liniker Ribeiro
Seo Liberato Rodrigues dos Santos sendo atendido na primeira consulta após cirurgia de correção da Catarata (Foto: Marcos Ermínio)Seo Liberato Rodrigues dos Santos sendo atendido na primeira consulta após cirurgia de correção da Catarata (Foto: Marcos Ermínio)

"Estou realmente feliz", revelou ‘seo’ Basílio Marinho, que aos 82 anos terá motivos de sobra para comemorar a chegada de um novo ano. Após cinco anos tentando, o aposentado finalmente conseguiu operar da catarata e vai começar 2018 enxergando muito mais.

"Melhor impossível! Enxergando você faz tudo. Antes não dava nem para eu fazer serviços em casa, porque não enxergava nada", comemorou o aposentado. Assim como ele, outras aproximadamente 2.336 mil pessoas também tiveram a oportunidade de participar do mutirão realizado esta semana, em Campo Grande, para correção de catarata.

Os procedimentos cirúrgicos foram realizados no Hospital de Câncer Alfredo Abrão. No local foram montadas tendas para receber os pacientes nos exames pré e pós-operatórios. Até mesmo quem precisou se deslocar do interior até a Capital, comemorou a oportunidade de começar o ano, enxergando melhor.

É caso da dona Francisca Conegundes, de 70 anos. Moradora de Rochedo, a 74 quilômetros de Campo Grande, ela precisou sair às 5h de casa para conseguir chegar a tempo de ser atendida no primeiro retorno após a cirurgia. "É muito bom poder enxergar direito. Operei das duas vistas e agora estou confiante que minha vida vai voltar a ser melhor. Foi o presente de Natal para as pessoas que não têm condições de pagar pela cirurgia", comemorou a idosa, que operou nos dias 20 e 21 de dezembro.

Genro e paciente felizes por sucesso em procedimento cirúrgico (Foto: Liniker Ribeiro)Genro e paciente felizes por sucesso em procedimento cirúrgico (Foto: Liniker Ribeiro)

Mas o fato de voltar a enxergar sem dificuldades também traz incertezas e receios para os alguns pacientes. Mas claro, nada que atrapalhe a alegria de viver ainda melhor. Seo Liberato Rodrigues do Santos, de 69 anos, é uma dessa pessoas. "Sinceramente, eu não sei como vai ser. Mas espero, e acredito, que minha vida vai melhorar muito. Faz uns cinco anos que eu esperava pela cirurgia e nunca conseguia. Agora deu tudo certo, foi muito bom", afirmou.

A oportunidade de fazer a cirurgia foi motivo de alegria não só para os pacientes, mas também para seus familiares. "Eu fico muito feliz de ter dado tudo certo porque foi bem complicado dele conseguir. Já faz três anos que ele vem tentando e essa agora foi para fechar 2017 com tudo", celebrou Odenir Hall Lopes, genro do aposentado Basílio Marinho.

Operações - A SES (Secretaria de Estado de Saúde) estima que 400 pessoas passam pela unidade hospitalar diariamente. Após as cirurgias, os pacientes estão retornando esta semana para o pós-operatório e, muitos, saindo do local já com data para retorno, nos primeiros dias de fevereiro.

Segundo a assessoria de comunicação da SES, foram realizadas 2.200 consultas, 2.300 cirurgias - sendo que do total 1.979 foram cirurgias de catarata, 10 pterígio e 348 de yag - e 18.700 procedimentos (exames, consultas e cirurgias). Os procedimentos foram realizados por meio de um convênio firmado entre Governo e municípios, no valor aproximado de R$ 2 milhões, que serão repassados pelo Ministério da Saúde.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions