A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

26/09/2008 14:30

Vítima de chacina no Paraná pode ser de Ponta Porã

Redação

Uma das vítimas da chacina ocorrida na segunda-feira (22) em Guaíra, Paraná, pode ser de Ponta Porã, cidade que fica a 334 quilômetros de Campo Grande.

Na identidade encontrada com Robert Ramon Gonçalves Rios, o Febroner, 35 anos, consta que ele nasceu na cidade vizinha a Pedro Ruan Caballero. Ele ainda não foi reconhecido por nenhum familiar e o corpo continua no IML (Instituto Médico Legal).

Por ainda não ter sido reconhecido e devido o fato do documento estar com baixa qualidade de impressão, os policiais desconfiam que seja falso. Outro fator que leva a polícia a desconfiar da autenticidade do documento, é que o mesmo foi expedido em fevereiro de 2007 no Estado do Rio de Janeiro.

Foi tirada impressão digital de Robert para comparar com a marca de sua identidade e com o banco de dados da polícia.

Ele teria negócios no Rio de Janeiro e em Guaíra com Jocemar Marques Soares, o Polaco, dono do sitio que fica na Vila Santa Clara onde ocorreu a chacina. Polaco, a mulher e os dois filhos adolescentes foram mortos.

Robert foi reconhecido pela esposa dele, uma adolescente de 16 anos que o acompanhava e sobreviveu à chacina. A garota disse à polícia que não conhece e não tem informações sobre familiares do marido.

Declarou ainda que há um ano morava com Rios na Favela da Rocinha no Rio de Janeiro e que é natural de Guaíra, para onde foi com o marido para visitar familiares enquanto ele resolvia problemas de um carregamento.

Na quarta-feira (24), uma pessoa se identificando como integrante do PCC ligou para o IML e pediu se havia passado por lá o corpo de um tal de "Chicão".

O corpo continuará no IML por mais oito dias até que os familiares compareçam para buscá-lo. Caso contrário, o corpo será liberado para a adolescente, que, apesar de não comprovar vínculo, é a única a reclamar.

Tráfico

Justiça do Trabalho faz acordos de R$ 6,5 milhões no Estado
A Justiça do Trabalho teve 355 acordos que somaram R$ 6.512.934,87 durante a Semana da Conciliação em Mato Grosso do Sul. Na iniciativa, realizada en...
Ministério da Saúde suspende incentivos da atenção básica em MS
O Ministério da Saúde suspendeu, nesta sexta-feira (15), repasse extra à atenção básica para sete municípios de Mato Grosso do Sul. Isso porque eles ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions