A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

28/01/2010 09:19

Zeca do PT é ouvido em investigação contra promotores

Redação

Zeca do PT foi o primeiro a ser ouvido em ação que investiga a postura de cinco promotores e um procurador de Justiça, que integraram a força-tarefa criada para investigar o ex-governador.

Ele prestou declarações ao corregedor-geral do MPE, Anísio Bispo dos Santos, desde às 9 horas, na sede do Ministério Público Estadual, no Parque dos Poderes.

Também acompanharam a audiência os procuradores Silvio Cesar Maluf e Wilson Fortes e o ouvidor Celso Botelho, que formam a comissão criada pelo MPE para a investigação.

Depois de quase uma hora e meia, Zeca deixou o prédio e falou rapidamente sobre o processo. Com a mãe, de 97 anos, doente em Porto Murtinho, o ex-governador viajou logo depois da audiência.

Antes, Zeca lembrou que esse "processo é adminitrativo". Ele voltou a dizer que não é contra a instituição, mas contra alguns procuradores.

O petista disse que teve de recorrer ao Conselho Nacional do Ministério Público para que a apuração fosse feita, porque a denúncia foi arquivada pelo MPE.

"Sem nunca ter sido ouvido, fui condenado na mídia nacional. Quero a punição desse grupo irresponsável."

O ex-governador denunciou os promotores Gilberto Robalinho da Silva, Marcus Fernandes Sisti, Clóvis Amauri Smaniotto, Silvio Amaral Nogueira de Lima e Jiskia Sandri Trentin e o procurador de Justiça, Marcos Antônio Martins Sottoriva.

Zeca acusa os seis de terem sido tendenciosos na investigação. Com o fim do governo do PT, o grupo ajuizou 14 ações criminais e 9 administrativas contra Zeca por desvio de verbas no valor de R$ 4,7 milhões.

Hoje, ele não detalhou quais informações forma repassadas para comprovar as acusações contra os membros do MPE. O Ministério Público também não repassou qualquer informação e só no período da tarde deve emitir nota oficial. O caso segue em sigilo de Justiça.

Zeca do PT alegou ser alvo de perseguição e também ajuizou ação de indenização contra o Estado, pedindo R$ 500 mil.

Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions