ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 23º

Amor em 4 Patas

Será que você escolheu a ração certa? Veja os pré requisitos

Listamos 3 pontos a serem avaliados ao comprar uma ração para seu pet

Por Larissa Meurer (*) | 30/06/2022 14:42
Dra Larissa Meurer durante atendimento no consultório. (Foto: Arquivo Pessoal)
Dra Larissa Meurer durante atendimento no consultório. (Foto: Arquivo Pessoal)

Aqui na coluna já falamos sobre as características de uma boa ração, mas não vai adiantar adquirir uma boa ração, se não for a indicada para o seu filho de quatro patas.

Veja 3 pontos a serem avaliados ao comprar uma ração:

1 - Idade do seu pet

Os animais precisam comer exatamente conforme a fase da vida que eles estão. Não se dá comida de filhote pra adulto, idoso ou vice versa.

Até quando dar ração de filhote?

Cães de porte pequeno: entre 1 ano e 1 ano e 2 meses de idade. Exemplos: pinscher, poodle, shih-tzu, lhasa apso, pequinês, chihuahua, spitz Alemão, entre outros.

Cães de porte grande: até 1 ano e 6 ou 8 meses de idade.  Exemplos: Rottweiler, pitbull, border collie, golden, labrador, dog alemão, São Bernardo, pastor alemão, pastor belga, entre outros.

Os cães de porte grande comem ração de filhote por mais tempo para fortalecerem bem as articulações devido aos nutrientes que a ração de filhote possui.

Nada de passar filhotes de 6, 7 ou 8 meses de idade pra ração de adulto. A fase de filhote é onde eles crescem e se desenvolvem, por isso necessitam de um alimento adequado pra essa fase da vida.

Se você possui mais de 1 pet em casa, em que 1 é adulto e outro é filhote, o ideal é que separe-os na hora da refeição pra que cada um coma o seu alimento. Caso separá-los não seja possível, então é menos ruim que o adulto coma a ração de filhote. Jamais ofereça ao filhote a ração de adulto antes do tempo, pra que ele não cresça fraco, com baixa imunidade e sensível às doenças.

Sei que você pode estar imaginando que a ração de adulto é para sempre, não é mesmo? Mas ela não é. Quando seu cachorro (a) ficar idoso ele precisará comer a ração sênior, que é um alimento que não sobrecarrega os fígados e rins, órgãos vitais dos animais nessa fase da vida. Quando os animais se tornam idosos, infelizmente um dos órgãos vitais podem falhar, e quando você está dando uma ração de filhote ou adulto para esse idosinho, você está acelerando esse processo de falha dos órgãos que são tão importantes. Em outras palavras: se você dá ração de filhote ou adulto para um idoso, você está diminuindo o tempo de vida desse pet.

Em geral, as rações de filhote não são mais macias, por isso não volte a oferecer esse tipo de ração.

Idade para começar com a ração de idoso:

Cães de pequeno porte: a partir de 7 anos de idade;

Cães de grande porte: a partir de 6 anos de idade. Cães grandes envelhecem antes que os pequenos.

2 - Porte do seu pet

Outro ponto importantíssimo na hora de escolher a ração é comprar conforme o porte do seu pet: pequeno, médio ou grande.

Mesmo que seu pet seja bebê, se ele é de raça grande, então você deve oferecer a ração de filhote "raças grandes". Pense no tamanho da boca e da mordida de um pit bull comparada a de um pinscher. Mesmo que ainda filhotes, a mordida do pitbull é muito maior, e se você der um grão de ração que seja muito pequeno pra mordida dele, ele não vai mastigar, irá apenas engolir. Isso atrapalha o processo de digestão, que se inicia desde a boca.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

3 - Qualidade da ração

Tendo em mente a fase da vida do seu pet (filhote, adulto ou idoso) e o porte dele (pequeno, médio ou grande), agora basta você escolher a qualidade da ração. A melhor ração é aquela que é "super premium". Confira nos links abaixo algumas matérias aqui da minha coluna e veja um conteúdo completo sobre as características de uma boa ração:

Você sabe identificar uma boa ração?

3 mitos na alimentação de pets, você comete algum deles?

Para receber um guia personalizado de cuidados na rotina do seu pet, incluindo alimentação, comportamentos e cuidados então clique no link e agende pelo Direct do Instagram.

(*) Dra. Larissa Meurer é médica veterinária com 5 anos de experiência clínica. Especializada em Prevenção e profissional no atendimento domiciliar. Trabalha realizando treinamentos de equipe em pet shops com foco em prevenção. E também realizando consultas, exames e vacinas em domicílio com objetivo de aumentar o tempo de vida dos animais e trazendo ainda mais qualidade de vida aos pets e consequentemente pra toda família de seus pacientes.


Nos siga no Google Notícias