ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 27º

Boa Imagem

Cinco atitudes que são tiros no pé para qualquer profissional

Pode parecer que não, mas o comportamento conta tanto quanto a competência

Por Larissa Almeida (*) | 24/05/2022 11:06

Estamos sendo observados o tempo todo e, no ambiente de trabalho, alguns deslizes podem te fazer perder muitos pontos com a chefia, colegas de trabalho e, no caso de prestadores de serviço e empresários, com os clientes.

É importante prestar atenção nas suas ações do dia a dia, de maneira que faça você ser lembrado positivamente, porque muitas vezes antigos colegas de trabalho podem te indicar para outros cargos (ou não), ou clientes irão te recomendar pelo bom serviço (ou reclamar de você).

Abaixo, algumas atitudes que precisamos evitar:

Chegar sempre atrasado

Não é normal chegar sempre atrasado ao trabalho (nem que seja 10 minutos), marcar um compromisso e deixar a outra pessoa esperando e, muito menos, não cumprir prazos estipulados, a menos que haja um motivo importante.

Quando um profissional chega rotineiramente atrasado ao trabalho, ele está desrespeitando seus empregadores e seus colegas, porque está trabalhando menos do que deveria e pode estar sobrecarregando seus colegas.

Deixar outra pessoa esperando também deve ser evitado, porque demonstra desrespeito com o tempo do outro.

Sobre os prazos, imprevistos acontecem. Mas é melhor explicar com antecedência, caso haja algum problema ou impossibilidade de atender, do que falhar na entrega ou ficar enrolando. Um cliente fica muito mais satisfeito quando o profissional informa que a execução do serviço levará 2 semanas e cumpre o prazo, do que aquele profissional que diz que fará em 1 semana e não cumpre.

Ficar mexendo no celular durante reuniões ou conversas de trabalho

Nada mais desrespeitoso do que não prestar atenção quando alguém estiver falando com você. E isso vale para reuniões também. Essa atitude demonstra falta de interesse no que o outro diz. Ninguém gosta de falar com alguém que está focado em outra coisa. Lembre-se que contato visual é fundamental para criar conexão e empatia.

Interromper conversas

É tarefa difícil esperar o outro terminar de falar para então emitir a sua opinião, principalmente durante discussões. Mas não interromper tem a vantagem de escutar tudo o que o outro tem a dizer, e assim conseguir argumentar melhor, e também demonstra inteligência emocional e respeito com o próximo.

Ser reclamão

É muito desagradável conviver com pessoas que reclamam de tudo: quando chove, quando faz sol, reclama do colega, reclama do chefe, das condições de trabalho, que ganha mal. Todo mundo conhece alguém assim e todos evitam ficar perto.

Não se colocar no lugar dos outros

Acabou o papel da impressora enquanto você estava usando, recarregue para o próximo. Usou o banheiro? Deixe tudo organizado para quem vai usar depois. Se tomou um lanche na copa, não se esqueça de limpar a sujeira. Se alguém entrar na sua sala ou for falar com você, levante e abra um sorriso. Crie o hábito de cumprimentar as pessoas, olhar nos olhos, e sorrir. Pequenas gentilezas o farão ser lembrado de uma maneira extremamente positiva por quem convive com você, e são contagiantes por quem estiver à sua volta.

(*) Larissa Almeida é formada em Comunicação Social pela UFMS e pós-graduada em Influência Digital pela PUC-RS. Trabalhou durante 14 anos na área de comunicação e imagem em importantes instituições como Caixa Econômica Federal, Prefeitura de Campo Grande, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Senado Federal, além de ter coordenado a comunicação da Sanesul. Consultora de imagem formada pelo RML Academy e Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Especialista em Dress Code e comportamento profissional por Cláudia Matarazzo e RMJ Treinamento e Desenvolvimento Empresarial.

Nos siga no Google Notícias