ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUARTA  15    CAMPO GRANDE 29º

De olho na TV

A disputa pelo horário eleitoral

Por Reinaldo Rosa | 19/09/2018 11:01

SONHO MEU – Potenciais candidatos à presidência digladiaram-se por apoio do adesista ‘Centrão’, de olho no tempo de TV no horário político. Pesquisas Ibope mostram que telespectador-eleitor deseja outros personagens na grade de programação.

VOU POR AQUI – Candidato deita e rola nas redes sociais graças a renhida plateia de apreciadores –mesmo com discutíveis mensagens no ar-. As mesmas redes destilam ódio ao petismo e a sigla chega ao calcanhar de aquiles do líder das pesquisas. Da cabeça de eleitor e de juiz ninguém sabe o que pode sair.

MAIS DO MESMO – Quem assiste aos programas veiculados no horário político obrigatório tem a sensação de déjà vu na telinha. Os chamados marqueteiros exibem total falta de criatividade nas campanhas. Plágio não pega bem para visionários de milionárias verbas. QUEM PAGA – Dois presidenciáveis, que bancaram respectivas campanhas, sentem no bolso e nas pesquisas a pífia criatividade de nobres publicitários. Como diz o publicitário campo-grandense Roberto Duailibi “quando o produto é ruim não há embalagem que dê jeito”.

VACINA VENCIDA – As constantes prorrogações de prazo para vacinação contra pólio e sarampo mostram falhas de comunicação. Imprensa escrita, falada e televisada está impotente diante da inércia de pais e responsáveis.

NADA DE NOVO – Emissoras de rádio da capital morena continuam apostando em audiência fácil graças ao moribundo sertanejo universitário. Misturar com outros ritmos e sons internacionais é saída que tem se mostrado pouco eficientes na tábua de classificação.

QUICANDO NA ÁREA – Nos bastidores corre a notícia de possível abertura de informações sobre o esporte do Estado na grade da ‘Globo FM-Campo Grande’. Acostumada a percorrer corredores de emissoras para colocação no ar de tal atração, cronistas esportivos estão em alerta com a novidade.

ELA NÃO – Congruente com o desprezo dirigido à imprensa, a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul está longe de conseguir espaço no futuro programa. Retrato em branco e preto do futebol de Mato Grosso do Sul.

VC NA COLUNA - “A Rádio Capital FM tem um programa destinado ao futebol das 17h30min às 19 horas e só não fala mais do futebol de MS porque os clubes sequer têm assessoria de imprensa, mas o canal está lá e está aberto. A Rádio Globo do mesmo grupo prepara para o início do ano o Globo esportivo local. Tudo é feito de maneira planejada, embora o planejamento passe longe da FFMS”. Joel Silva

R DO R – Assessoria de imprensa geralmente é criada por empresas e entidades que têm algo a
dizer. Simples assim.

VIGI VICE – “Mourão, mourão; cutuca por baixo que ele cai”. Zé Simão reverberando verso carnavalesco do cantor Blackout.