ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 28º

De olho na TV

Em MS, rádio mantém viva a tradição das marchinhas

Por Reinaldo Rosa | 08/02/2017 10:00

ASPONE DESLUMBRADO – Assessoria convocou imprensa para “coletiva” que seria protagonizada pelo chefe da Segurança guaicuru. Antes, porém, contudo, o secretário concederia entrevista para informativo da TV Morena. Coletiva desnecessária.

MARIA SAPATÃO – Grupo de politicamente corretos baniu tradicionais marchinhas do carnaval paulista para este ano. Em Campo Grande, Ciro de Oliveira, na FM 104, apresentará enredos de escolas de samba que se eternizaram e conquistaram programações de emissoras de rádios. Critérios comportamentais no ar.

UNS A MAIS – Apresentador da TV Morena aproveita momentos fora do ar para convencer pessoas quanto à importância do ‘marketing de grupos’. Discreto, já queimou etapas para auferir melhores proventos. Ex-chefe do Procon-MS participa e dá credibilidade ao negócio.

VÍCIO NO RÁDIO – Loucos por notícias esperam maior volume de informações nas ondas do radiojornalismo; fatos não faltam. Apresentadores dedicam considerável tempo aos ‘bons dias e abraços’ enviados pelo WahtsApp de ‘inspirados’ amáveis ouvintes.

ASSISTINDO AGORA – Nada supera a fidelidade ao rádio. A liderança de audiência do ‘Tribuna Livre’ cantada em prosa, verso e spot pela FM Capital não encontra o mesmo resultado na transmissão do programa via Youtube. Registrou média de 16 acompanhantes pela internet.

FAMOSO QUEM? – O ‘Fama’, do SBT, busca espaço para se firmar na emissora de Silvio Santos. Baixos índices de audiência e pauta caprichada sobre famosos desconhecidos não garantem vida longa ao insípido e superado programa.

POLICIALESCA – Onda do ‘politicamente correto’ chegou às redações de rádio e TV do Grupo Band, de São Paulo. “Denegrir” e “judiação” são termos que ferem à dignidade de negros e judeus, segundo o ouvinte.

MEMÓRIA DE RÁDIO E TV – Senador Renan Calheiros (PMDB-AL) vai sabatinar Alexandre de Moraes, indicado para ser o novo ministro do STF. Imprensa escrita, falada e televisada mantém arquivado o “chefete de polícia” com o qual o alagoano classificou o nomeado de Michel Temer. Mesuras no ar.

BUEMBA BUEMBA – Eduardo Cunha tem aneurisma em dólar ou em franco-suíço?

NASCE AOS 40 – Guilherme Arantes coleciona mais de 25 temas de novelas e mais de 20 álbuns lançados, agora apresenta em Campo Grande um show especial com suas principais criações em um clima intimista e comemorativo aos seus 40 anos de sucesso! 11 de março em mais uma promoção Jamelão e Pedro Silva, no Centro Popular da Cultura.