A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


09/05/2018 15:29

FM, a novidade que enche olhos de quem era do AM

Reinaldo Rosa

O SONHO - Emissoras da faixa de AM sentiram a necessidade de aprimorar seus serviços pleiteando a migração para FM. Possuindo melhor qualidade de som e com menos chiado e interferências a faixa virou objeto de desejo de radiodifusores.

COM QUE ROUPA - 70% das 1,7 mil rádios em AM no Brasil, optaram por fazer seus processos de migração –que não é obrigatória segundo o decreto 8.139, de 7 de novembro de 2013. Migrando ou não as emissoras têm custos.

PRA QUEM FICA - Rádios que optaram por continuar na antiga faixa têm de se adequar a normas de migrar de potências menores para um mínimo de mil watts. O decreto determina que emissoras tenham de encerrar atividades caso permaneçam com baixa potência caracterizando perfil do AM local.

ENTRE A CRUZ – A espada atingiu em cheio Rádio AM de Dourados em duas frentes; pendências trabalhistas e atualização da potência dos equipamentos. Com caixa baixo a solução foi entregar os pontos e o dial para redentoras siglas evangélicas. Simples assim.

DAS ANTIGAS – Três emissoras concorrentes continuam apostando na mesmice das sertanejas e ficaram para trás na audiência de Amambai. “Com dois meses no ar a Amanda FM apostou –e ganhou- no bom gosto de ouvintes apreciadores de antigos sucessos nacionais e internacionais”, segundo o entusiasmado apresentador Fonseca Jr.

VC NA COLUNA – “Com relação ao tópico ‘E AGORA?’ da coluna ‘De olho na TV’, penso que o Grupo Capital achou uma boa alternativa. A Capital FM permanece como está e a Capital AM passou a integrar o cast de afiliadas do Sistema Globo (de Rádio). Bem diferenciadas e aumentado as opções. A programação local da Globo (FM) tende a aumentar, sem interferir na Capital FM, nem mesmo os profissionais se repetem, abrindo um leque para novos jornalistas, radialistas e profissionais de marketing”. Joel Silva

R DO R – O aludido tópico citou “situação inusitada no interior do Estado”. Alvissareiras suas informações sobre iniciativas do Grupo Capital; torço por elas. Hercúlea será fazer a tarefa de casa em diferenciar a linha programática da Globo FM, muito próxima de antigas AMs cariocas.

VC NA COLUNA II –“Qual agência de criou aquele comercial da Assembleia Legislativa, em que aparece um monte de jovens e só um fala. Os outros ficam todos com cara de bobo só dando risadas e concordando com tudo? Faltou diálogo ali ou nossos jovens (o que eu não creio) se representam ali?”. Acir Alves

VC NA COLUNA III - Ely Leal “Duas no Centro-Oeste? Eita Lasqueira. A segmentação por horário é terrível (Rádios com segmentos específicos em horário específicos). O Futuro do rádio é a segmentação por Dial. Especialista naquela área. O Bosco Martins vai dar uma boa olhada nisso! Abraços meu amigo”! Ely Leal

VC NA COLUNA IV - “Ah! como gostaria que a Antena 1 (FM paulista) viesse para Campo Grande! Música de qualidade inigualável”. Gilson de Oliveira Cano

Rádio pode ressuscitar em Dourados
EXCLUSIVA – “Em fim de mandato como presidente da Associação Comercial e Industrial de Dourados, a radialista Elizabeth Salomão recarrega baterias pa...
No embalo do colunismo social
PEROLAS – Correspondente de emissora de rádio, prestigiou ouvintes com o muito que aprendeu nos bancos universitários. Ao cobrir Encontro da Associaç...
De programas, popularescos tem quem goste
DÉJÀ VU - A profética afirmação do Velho Guerreiro de que “na televisão, nada se cria, tudo se copia” nos remete à década dos anos oitenta, em Campo ...
Conquistas pessoais nas ondas do rádio
ELE NÃO – Blog de jornalista de Campo Grande veiculou matéria sobre receitas e despesas em favor do ex-vereador Coringa durante o mês de ‘atuação’ co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions