ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 21º

De olho na TV

Nas eleições, como sempre, os famosos do rádio e da TV

Por Reinaldo Rosa | 28/04/2018 12:00

PRESENTE – A magia da comunicação contagia a todos; operadores e público alvo. Conhecidos nomes (e outros nem tanto) nas ondas do rádio e TV vão testar seu nomes nas urnas das eleições deste ano. Não poderiam faltar.

TREM DA ALEGRIA – Deslumbrado com a primeira eleição que conseguiu –para vereador-, o radialista e notívago Lucas Lima aspira voo mais alto. Fora do ar (e da realidade para alguns), o ex-prefeito e, também radialista, Alcides Bernal procura ninho nas adjacências de Brasília.

OS PROFISSIONAIS – Com um pé na comunicação popularesca –sem preocupações básicas culturais- e outro nos resultados das urnas, surfam incontestes de sempre. E não é novidade. Deputados Marçal Filho e Maurício Picarelli estarão na parada de sucesso possível nas urnas em três de outubro.

MOSCA AZUL – O jornalista e ex-SBT/MS, Antônio João esconde de ninguém e já faz campanha a seu modo. Opina com pimenta de cheiro sobre adversários em sua página da rede social e, em publicação escrita, faz o mesmo nas entrelinhas.

PRÉ-PRIMÁRIO - “Ontem diversos pré-candidatos nos procuraram. Mas ainda não defini quem irei apoiar. Estarei divulgando somente em junho”. Mostrando o ‘quanto’ conhece de política, o comunicador Jhosef Bulhões faz suspense sobre estratégias eleitorais.

MAGOEI – Falar da desunião entre jornalistas de Mato Grosso do Sul é chover na água. Quando um colega acusa possível equívoco do outro o caso vira guerra. Observações (saudáveis, acho) da coluna resultam em narizes torcidos na praça. Estranho.

NADA CONSTARÁ – Feriadão que se avizinha acena com más notícias aos loucos por radiojornalismo. Alguns profissionais do setor simplesmente estarão fora do ar por motivos vários e óbvios.

PROXIMIDADE - Roberto Carlos foi condecorado pelo general Humberto de Souza Mello no período da ditadura militar. Ele foi listado entre “artistas que se uniram à Revolução” disse o general na ocasião. No auge de suas boas relações o cantor ganhou a concessão de uma rádio em 1979.

HÃ? – O Rei camuflava suas contrariedades com os militares a seu modo. Certamente o general Humberto não soube interpretar o real sentido de ‘As curvas da estrada de Santos’.

NOTÍCIA DO NADA – ‘Bom Dia Brasil’ entrou na onda; valorizar calhau para preenchimento da pauta diária. Acompanhou –por três dias- o suspense sobre qual seria o nome do recém rebento idolatrado pela realeza inglesa. Nesta sexta-feira Chico Pinheiro anunciou cinco vezes “saiba o nome escolhido”. Linguiça de Maracaju tem mais valor.

VC NA COLUNA – “Alias, a bem da verdade, na boa? O assunto envolvendo prisão do Lula, já deu tudo o que tinha que dar mesmo! Fedeu”! Gilson Giordano

VC NA COLUNA II - “Chega desse papo, (prisão e visitas a Lula) realmente já encheu”. Ely Leal

NA ONDA – Na segunda-feira também estarei fora do ar.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário