A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Maio de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


17/03/2014 09:42

Nossos reis fazem tudo por dinheiro

Reinaldo Rosa
Nossos reis fazem tudo por dinheiro

HUMILDADE - Ao que parece o Meu Mato Grosso do Sul, na TV Morena, voltou com tudo. Principal solicitação de espectadoras e espectadores foi atendida; exibição de musicais em seu inteiro teor, além de matérias interessantes. Simples assim.

NOVOS TALENTOS - A crônica esportiva de Campo Grande tem nova oxigenação em seus quadros. O Paixão Nacional, programa de esporte do fim de tarde da FM Capital é produzido por jovens apresentadores que têm conhecimento de matérias abordadas.

REPAROS - Parte do público do programa acusa pequenos senões na atração esportiva citada. Longos intervalos comerciais e a mistureba de notícias com musicais. Esta parte transfere (momentaneamente) para a mesmice de programações locais.

É FESTA - A agenda do Festas e Eventos -por suas peculiaridades comerciais particulares- bem poderia ser exibida em outro horário da programação da TV Guanandi. Telespectadores interessados em assuntos de interesse nacional são obrigados a dormir mais cedo -ou mudar de canal- impedidos de assistir ao Canal Livre da Band.

COMO DANTES - Semana passada da política campo-grandense fez a felicidade do jornalismo radiofônico da capital. Na pauta de audiência teve pouca -ou nenhuma- modificação; sem concorrência mais seria, o Tribuna Livre, da FM Capital, continua na liderança.

DOMINUS O BISPO - No mesmo horário, na UCDB, o formato imposto pela direção da Universidade ao informativo não é capaz de arrebanhar ouvintes interessados nesse tipo de atração. Ao meio dia, a FM Capital volta com jornalismo que aproveita fatos acontecidos pela manhã para enriquecer sua pauta.

TIRANO AFRICANO - Pelé deixou de ser seletivo quanto aos produtos que anuncia. Ficou um ar de produção de gosto duvidoso -para dizer o mínimo- em que o rei do futebol anuncia vantagens da marca Carrefour.

SENTIU NA CARNE - Roberto Carlos nem colocou a mão no prato com carne da Friboi. A afirmação é do diretor que conduziu o comercial; dez segundos de imagem do cantor ao custo de cachê avaliado em R$ 20 milhões. Sobremesa real.

PRANTO LIVRE - A Band exibiu reclamações de Romarinho após eliminação do Corinthias no campeonato paulista; opinou que houve 'entrega' do resultado por parte do rival São Paulo. Como se derrota do tricolor, em pleno Morumbi, fosse algo fora do comum.

ZECA SHOW - Bruna Marquezine gravou participação no "Vídeo-show". Relembrou antigos trabalhos e, em uma alusão à novela "Em família", montou a árvore genealógica das suas personagens. A irmã dela, Luana, de 11 anos, também esteve no programa, falando da semelhança entre as duas e da estreia na novela das nove. Com Uol.

Rádio esbanja potência, mas com público restrito
O ELO – No Brasil todo está disseminada a prática de terceirização de espaços na comunicação falada. Cronistas do rádio esportivo ficam à mercê do bo...
O bagunçado e voraz mercado local das rádios
SENHORES PASSAGEIROS – Nivaldo Mota, João Flores, Miltinho Viana e Marcelo Nunes têm algo em comum. Foram revelados para o rádio de MS originários do...
Sem novas ideias, rádio de MS definha
SINTONIA GROSSA – Tratado como penduricalho de informações oficiais, o rádio de Mato Grosso do Sul definha por não renovar estratégias comerciais de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions