ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 25º

De olho na TV

O pobre ano do esporte nas emissoras de MS

Por Reinaldo Rosa | 26/12/2018 17:06

AQUI JAZ – Futebol-empresa é papo para clubes –e times- europeus; casos de sucessos são incontáveis. A Fifa –e seus casos de corrupção- promove o mundial de futebol e arrecada milhões em direitos –de transmissões e licenciamentos-. Redes públicas e privadas são contempladas com o alto e indiscriminado investimento provocado pelo evento.

PADRÃO FIFA – Em Mato Grosso do Sul empresários da comunicação dão tratamento vip ao sepultamento do futebol local. O mau exemplo que vem de cima, baseado na carcomida forma de administrar da dileta Federação de Futebol, não resultaria em algo diferente do que vemos.

CULPA DE CADA UM – O apoio –ou falta de- beira ao sepultamento de atração com grande apelo de audiência e consequente item mercadológico. Patinho feio do radiojornalismo e repetidoras de TVs locais, o esporte –e futebol em particular- transforma-se em pedra preciosa mal lapidada.

BARRACOS – Programas esportivos criam polêmicas entre os debatedores. O ex-jogador e comentarista da Band, Neto, diretamente do sofá de casa mandou PC Vasconcelos "chupar uma rola" por não concordar com comentário feito por este...

POR QUÉ NO TE CALLAS – "Deixa eu dizer; se faltar algum, você fala. E boa noite Roger", cortou Galvão Bueno ao ser antecipado pelo colega em lista que ele se propunha analisar. Entre comentários –mal e bem educados-, informações e barracos programas esportivos têm público e audiência certos.

BE A BA – 'Escola Sem Partido' é pauta sem maiores discussões por parte da imprensa local. Não comentar –ou analisar- o termo nos leva a tempos sombrios de governos militares onde "ignorar é o melhor ensinamento", como agiam governantes de então.

MAIOR JABÁ – "Embora anunciado como uma parada de sucessos do rádio, da TV e da internet, o foco principal de "Só Toca Pop" foi a música popular consumida por streaming. E, não por acaso, um dos três patrocinadores da atração é um serviço de música por streaming. Fernanda Souza e Luan Santana comandaram uma atração que fez a festa da indústria da música", Maurício Stycer