A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 28 de Maio de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


30/12/2016 11:19

Programação especial da TVE exalta ícones culturais

Reinaldo Rosa

DOIS A DOIS – Vai até dia 2 de fevereiro a programação da TVE em homenagem a Manoel de Barros, Maria Glória Sá Rosa e Geraldo Roca. Produções fazem parte do mix composto de musicais, shows, jornalismo e documentário da emissora do Governo do Estado.

30 HORAS – Parte de 30 horas de produções regionais da TVE focaliza entrevista inédita com a professora Maria Glória Sá Rosa, no programa ‘Auditório’. Entrevista de Geraldo Roca ao ‘Roda Viva MS’ é documento imperdível a interessados no som prata da casa.

NA MEMÓRIA – A ‘Memória do Telejornalismo Regional’ – produção da EPTV (SP) – repercute depoimentos de jornalistas da rede Globo como Heraldo Pereira, Nelson Araújo e Ilze Scamparini. A retrospectiva 2016 da TVE exibe shows especiais com bandas e grupos que marcaram a cena cultural de MS.

NO QUINTAL – Poeta Manoel de Barros tem parte de sua história detalhada em programa antológico que sai dos arquivos para reprise imperdível. Para Bosco Martins, diretor-presidente da TVE, “esta atração não poderia ficar de fora da programação especial”.

BALANÇO – A emissora reflete o atual momento da produção cultural do Estado, mostrando panorama real numa fusão que forma o todo da cultura local. Parceria com a TV Cultura (SP) é voltada para crianças com a nova temporada da ‘Vila Sésamo’.

PRATAS DA CASA – Um dos mais antigos itens do rádio local, ‘A hora do Chamamé’ está na relação do ‘Especial fim de ano’ da TVE. ‘Especial Geraldo Espíndola e Marcelo Loureiro’, ‘Delinha Sinfônico’ e ‘Descendo o sarrafo’ também estão no mesmo cardápio da emissora.

RETRÔ – “Queda da presidente Dilma Rousseff, turbulências no novo governo, crise econômica, falência de alguns estados, corrupção e eleições. O ano bem complicado para o jornalismo. E o cenário de turbulência política dá sinais que continuará em 2017”, segundo Diogo Mendes, no Uol.

RETRÔ II – A TV aberta acusou o golpe do momento econômico pelo qual o país passa. Algumas atrações se destacaram e destaque para profissionais como Raul Gil, Leda Nagle e Brito Jr.; foram desligados de suas emissoras. Jô Soares se despediu de seu programa nas noites da Globo.

RETRÔ III – A programação esportiva foi dominada pela cobertura dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. O mundo dos esportes ficou abalado com o acidente envolvendo a delegação da Chapecoense. O país se despediu de um de seus maiores cantores, Cauby Peixoto, e acompanhou a tragédia com o ator de ‘Velho Chico’, Domingos Montagner.

BYE BYE 2016 – O que deu de errado para você neste ano é porque foi tentado. Perseguir – e traçar- objetivos é o melhor sintoma de que estamos vivos. Viva o hoje como se não houvesse amanhã. Este ano serviu de rascunho para fazermos 2017 bem melhor. Boas Festas. Reaja Brasil.

Rádio esbanja potência, mas com público restrito
O ELO – No Brasil todo está disseminada a prática de terceirização de espaços na comunicação falada. Cronistas do rádio esportivo ficam à mercê do bo...
O bagunçado e voraz mercado local das rádios
SENHORES PASSAGEIROS – Nivaldo Mota, João Flores, Miltinho Viana e Marcelo Nunes têm algo em comum. Foram revelados para o rádio de MS originários do...
Sem novas ideias, rádio de MS definha
SINTONIA GROSSA – Tratado como penduricalho de informações oficiais, o rádio de Mato Grosso do Sul definha por não renovar estratégias comerciais de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions