A notícia da terra a um clique de você.
 
26/08/2019 07:32

Cérebro: as últimas notícias do funcionamento da mente

Mário Sérgio Lorenzetto
Cérebro: as últimas notícias do funcionamento da mente

Há 2.500 anos, enquanto os babilônios tomavam Jerusalém e Tales de Mileto vaticinava uma eclipse que deteve uma guerra, um jovem discípulo de Pitágoras chamado Alcmeón de Crotona propôs, pela primeira vez, que o cérebro era a sede da mente. Isso não é pouco. Tido como maior sábio dessa época, Aristóteles afirmava categoricamente que a sede da mente estava no coração. Também dizia Aristóteles que o cérebro só servia para esfriar o corpo. Hoje sabemos que Alcmeón tinha razão. Mas ainda há resquícios da incorreção de Aristóteles, continuamos a dizer que o amor - e outros sentimentos - está no coração. Mas, tal como Aristóteles, pouco sabemos como o cérebro funciona. E, portanto, em que consiste a natureza humana.

Cérebro: as últimas notícias do funcionamento da mente

O cérebro surge com as medusas.

O surgimento do cérebro faz parte de um processo que começou há 600 milhões de anos. Foram as medusas que criaram os olhos. Há um gene chamado PAX6 que é o responsável de desenhar o primitivo olho desses cnidários, e suas conexões com os primitivos neurônios que estavam por ali. Esse mesmo gene foi o responsável pelo desenho dos olhos humanos. Em um sentido genético profundo, nossos olhos e nosso cérebro visual se originaram nas medusas há 600 milhões de anos.

Cérebro: as últimas notícias do funcionamento da mente

O lugar exato onde reside a consciência.

A neurociência não só demonstrou em inúmeras pesquisas a hipótese de Alcmeón de Crotona, como também encontrou o lugar exato onde reside a consciência. Usando as modernas técnicas de imagem cerebral, dentre elas a ressonância magnética funcional - fMRI- apontam a uma "zona quente posterior". Essa região cerebral onde está a consciência é composta por circuitos de três lóbulos (partes do córtex cerebral): o temporal (em cima das orelhas), o parietal (em cima do temporal) e o occipital (um pouco acima da nuca). Essa descoberta foi uma surpresa para os cientistas. Esperavam encontrar a consciência nos lóbulos frontais, na parte mais anterior do cérebro que é a que mais cresceu durante a evolução humana. Mas não é assim. A consciência reside na parte posterior do cérebro. A mesma que compartilhamos com os demais mamíferos. Resta indagar: os mamíferos também possuem consciência? A resposta não será fácil, basta pensarmos em golfinhos e elefantes.

imagem transparente
Busca

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.