ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 20º

Em Pauta

Quem tomará as primeiras doses da vacina contra coronavírus?

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 25/07/2020 08:11
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Há uma certeza: não haverá vacina contra coronavírus para todos no próximo ano. Contando a produção da vacina à partir de agora até o final de 2021, as melhores previsões variam entre 2 e 2,5 bilhões de doses para atender o mundo. A população mundial chega a 7,5 bilhões, faltarão algo como 5 bilhões de doses da vacina. Caso as mais de 10 fábricas que estão sendo erguidas em vários países, especialmente com o dinheiro de Bill Gates, estejam funcionando, o mundo terá de 250 a 300 milhões de doses por mês.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

A previsão de doses para o Brasil.

A previsão da iniciativa Covax Facility, o organismo mundial que tenta permitir o acesso mundial às doses é de que cada país vacinará até o fim de 2021, aproximadamente 20% de sua população. Assim, o Brasil teria algo como 44 milhões de doses ao longo de 2021. Nada menos de 176 milhões de brasileiros não receberão a vacina durante esse tempo. Todavia, para que participemos dessa iniciativa teríamos de pagar 20% dos custos da vacina. Até o momento, dela não participamos. Depositamos nossas esperanças na aquisição da vacina de Oxford e na produção no Butantã, em SP, da vacina criada pelos chineses.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Quem receberá as primeiras doses da vacina?

Há um consenso mundial. As primeiras doses serão destinadas aos profissionais da saúde que estão linha de frente do combate. É bem provável que o Brasil adote a mesma organização. Mas, desde dai, tudo começa a ficar nebuloso. As dúvidas aparecem aos borbotões. Aquele médico ou enfermeira que nunca entrou em um hospital pertence à linha de frente? O critério de eliminação da lista será por profissão (basta ter a carteira de uma profissão da área de saúde?) ou será feita pelos hospitais? Caso seja conduzida pelos hospitais, quem fará a lista? Em qualquer decisão, a lista será publicada?


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Magnatas e poderosos.

A possibilidade dos magnatas e poderosos brasileiros tomarem as primeiras doses da vacina não é remota. O país do "jeitinho", compra seu jeito ou dá carteirada. Novamente, só há uma "vacina" (ainda que pouco eficaz) para organizarmos a bagunça a quem sempre estivemos submetidos: transparência. A bagunça é a mãe de todas as trambicagens. Essa chocante realidade dos magnatas e poderosos serem os "primeirões" já está ocorrendo na Rússia, serve como um aviso.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Quais os demais critérios para vacinar?

Todas as notícias no mundo ocidental afirmam que, além dos profissionais da saúde, aqueles que tenham mais de 60 anos (há variações de 65 anos) serão contemplados com as primeiras doses. No Brasil, já há um lobby, ainda um tanto subterrâneo, de que acima dos idosos estão os policiais, militares e caminhoneiros. Com força menor, surgem os funcionários de supermercados e de farmácias. É importante que comecem a discutir a organização da vacina em Brasília. Executivo, Legislativo e Judiciário, Estados e Municípios devem criar normas para que a bagunça e o mercado da corrupção não se instalem. Resta outra questão: onde serão feitas as vacinações. Nos postos de saúde? A vulnerabilidade é gigantesca.