A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

07/04/2015 13:01

Buracos tomam conta da BR 060 e não há previsão de reparos; veja o video

Adriano Fernandes
Os buracos causam prejuízos e geram risco de acidentes aos motoristas.(Foto:Colaboração Leitora)Os buracos causam prejuízos e geram risco de acidentes aos motoristas.(Foto:Colaboração Leitora)
Cratéra ocupa metade da pista da rodovia 060.(Foto: Colaboração Leitora)Cratéra ocupa metade da pista da rodovia 060.(Foto: Colaboração Leitora)

A grande quantidade de buracos na BR-060, no trecho que liga as cidades de Camapuã a Chapadão do Sul, torna arriscado o percurso pra quem trafega pela rodovia. Pelo celular, uma leitora do Campo Grande News registrou em fotos e vídeo, o mau estado da via que, em certos pontos foi quase que completamente tomada pelas crateras.

Ao todo são aproximadamente 234 quilômetros de estrada desde o início da rodovia, no entroncamento com a BR 163, passando pelas cidades de Camapuã, Paraíso das Águas até a Chapadão do Sul. A secretária Vera Lucia Koutchin Nery, de 35 anos, reside na capital mas faz o percurso semanalmente em visita ao marido e cunhado que trabalham próximo da cidade de Paraíso das Águas, e desabafou.

“Se continuar do jeito que esta, a pista logo ficará intransitável, um perigo tanto para carros de passeio como para os caminhoneiros e usuários de transporte coletivo”. Ainda segundo a leitora, a má situação se agrava desde dezembro do ano passado. A grande quantidade de buracos, compromete até mesmo o acostamento e gera também prejuízos por quem passa pela via.

“Nunca tive o carro danificado mas já presenciei outros veículos quebrados e parados no meio da pista, pois até o acostamento esta ruim”, completou. Por meio de assessoria de imprensa, a reportagem entrou em contato com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes), que respondeu em nota.

O órgão irá reincidir o contrato que mantém com o Consórcio CC/CSL, que seria responsável pelos serviços de manutenção da rodovia pelo não cumprimento do cronograma físico-financeiro da execução dos serviços contratados. Técnicos avaliam a situação, mas ainda não há uma previsão para reparos.

“Técnicos do órgão estão realizando os levantamentos necessários para, assim que for efetivada a rescisão do contrato atual, o DNIT/MS contratar outra empresa especializada para realizar os serviços de manutenção e conservação da rodovia”.

Confira o video:

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions