A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

02/01/2018 14:10

Com problema no sistema, Central de Atendimento ao Eleitor fica lotada

Apesar de oscilações, parte dos eleitores está sendo atendida normalmente

Osvaldo Júnior e Kleber Clajus
Central de Atendimento ao Eleitor na tarde desta terça-feira (Foto: Kleber Clajus)Central de Atendimento ao Eleitor na tarde desta terça-feira (Foto: Kleber Clajus)

O sistema para cadastramento biométrico apresenta oscilações nesta terça-feira (dia 2), primeiro dia útil do ano. Devido ao problema, a Central de Atendimento ao Eleitor, em Campo Grande, estava lotada, mas parte das pessoas conseguiram ser atendidas em tempo razoável, dentro da média.

A assistente da Central, Flávia Tomigawa, informou que a oscilação no sistema é um problema nacional, mas ela não soube precisar os motivos. “Em dezembro, nós tivemos problema semelhante e demorou cerca de 40 minutos para voltar à normalidade”, afirmou. Desta vez, não há previsão de quando o sistema volta a funcionar regularmente.

Com as oscilações, alguns técnicos conseguiam em certos momentos realizar normalmente o atendimento. Outros, no entanto, não puderam fazer o procedimento da biometria.

O frentista Ademir Marcos Cardoso, 51, está entre os eleitores que aguardavam, nesta tarde, ser atendido na Central. “Achei que ia ter tanta gente. Mas mesmo com o problema, vou fazer hoje. Não saio daqui sem fazer a biometria”, disse, decidido.

 

Central de Atendimento ao Eleitor, na Capital (Foto: Cleber Klajus)Central de Atendimento ao Eleitor, na Capital (Foto: Cleber Klajus)

O estudante Leonardo Gomes, 19, teve mais sorte. Ele foi com os pais fazer a biometria. “Achei bem tranquilo e rápido”, avaliou. O procedimento no caso dele demorou aproximadamente 40 minutos.,

Jadson Souza Reis, 17, também estudante, está entre os eleitores que conseguiu fazer a biometria mesmo com as oscilações no sistema. Ele foi acompanhado da mãe, Francinete Batista, para tirar o seu primeiro título de eleitor.

“Por mim, ele nem viria, mas como é obrigatório, eu o trouxe”, disse, com franqueza, Francinete, demonstrando desilusão com a política. Já o estudante considera importante ter o documento, não pelo exercício do voto em si. “É necessário pra muita coisa, como para matrícula em faculdade”, mencionou.

Biometria – O cadastramento eleitoral é obrigatório e o prazo vai até 18 de março de 2018. Por esse motivo, a Justiça Eleitoral orienta que o eleitor cadastre a biometria o quanto antes para não correr riscos de perder o título de demais transtornos.

Direto das ruas - A informação inicial sobre o problema na Central chegou por meio do canal Direto das Ruas. Sugestões de pautas podem ser enviadas pelos canais de interação entre a redação e o leitor. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, fotos, áudios e vídeos, pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions