ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 23º

Direto das Ruas

Moradores relatam medo de sair de casa e dar chance para ladrões

Último furto foi registrado nesta segunda-feira (22), durante o período da manhã

Por Aletheya Alves | 22/02/2021 17:13
Ladrões conseguiram arrombar portão de residência. (Foto: Direto das Ruas)
Ladrões conseguiram arrombar portão de residência. (Foto: Direto das Ruas)

Sem precisar de escuro para se esconder, ladrões têm transformado a rotina de moradores no Jardim da Mooca, em Campo Grande. De acordo com relatos de quem vive no bairro, o medo de sair de casa e encontrar o lar vazio é constante.

Vítima de furtos pela terceira vez, a manicure Jéssica Nogueira Batista, de 29 anos, relata que já não sabe mais o que fazer. “Depois que entraram pela primeira vez, a gente até saiu daqui, mas acabamos voltando. Colocamos cerca elétrica, concertina, chave tetra e mesmo assim conseguiram arrebentar o portão”, disse.

Conforme relatado pela moradora, das outras vezes levaram máquina de lavar roupas, televisão e botijão de gás. Na manhã de hoje (22), a cena se repetiu, “levaram televisão, caixa de som, antena de televisão e botijão de gás de novo”. Sem imagens de segurança, ela explica que os vizinhos viram apenas um carro Uno em frente ao local, mas pensaram ser dos proprietários.

Moradora encontrou apenas painel sem televisão após furto. (Foto: Direto das Ruas)
Moradora encontrou apenas painel sem televisão após furto. (Foto: Direto das Ruas)

Agora, a única novidade que aparece em sua cabeça é reforçar ainda mais a segurança, mas sem ter esperança de que o cenário irá mudar. “A gente vai ficar aqui, arrumar o que estragaram e vamos tentar colocar câmeras. Ver se dá uma intimidada, mas não acho que irá solucionar o problema”, completa.

Ainda se acostumando com o bairro, a advogada Brenda de Sá Barbosa, de 26 anos, conta que morava na mesma região, mas que o medo não fazia parte do cotidiano. “Estou aqui há seis meses e os vizinhos relatam muitos furtos. Todo mês é uma situação diferente. Eu tenho cerca elétrica e o alarme já disparou duas vezes”, disse.

Sem ter a casa invadida até agora, ela explica que vê ocorrências como a de Jéssica e mantém os olhos ainda mais abertos. “A gente tem um grupo de whatsapp e estamos mais atentos ainda, mas não há muito o que fazer. Eu não me preocupava com segurança e hoje fico bem encanada com isso”, explica.

Direto das Ruas - A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário